ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

Meus dez restaurantes favoritos em SP

10 de março de 2015

Um lugar para comer bem, assim costuma ser descrita a cidade de São Paulo. Eu não sou expert em gastronomia, não sou gourmet, não tenho sequer paladar adulto, mas, ainda assim, compartilho os lugares que amo escolher para almoçar ou jantar por aqui – sou do tipo que repete os mesmos lugares, os mesmos pratos e esta mesma frase (se você é leitor das antigas, certamente já leu por aqui que sou meio novofóbica!). Eis o top 10 que está nos meus planos mais óbvios e imediatos…
{em todos estes, crianças são bem-vindas – especialmente em almoço ou jantar cedo!}

restaurantes em São Paulo

Ritz: uma das escolhas mais famosas, óbvias e comuns – mas nunca uma escolha-tédio, que fique claro! É meu vício desde bem antes de eu vir morar em São Paulo, quando já saía do aeroporto direto para os bolinhos de arroz e para o penne mediterrâneo. O hambúrguer também vale cada caloria {e taí alguém que entende de hambúrgueres falando!}.

Mani: fiz um intensivão na gravidez, por conta de sua localização super próxima ao consultória da minha obstetra. Tem comida saudável e com ingredientes naturais que consegue agradar até a paladares infantis como o meu. O polvilho de entrada e o talharim de pupunha são para comer rezando.

Nakka: fico com vergonha de postar as fotos deste japa-desejo-eterno na minha vida – só na semanda passada encarei dois dias seguidos, não dá pra enjoar nunca do sushi de barriga de salmão com lascas de limão siciliano. E não, eu não sou patrocinada por eles {infelizmente!}. 😛

Japengo: o fast-food japonês do shopping Iguatemi é o lugar ideal para comer quando estou com pressa e/ou sozinha passeando por lá. O mix de esteira e balcão é o combo perfeito para as duas situações. Escolho os mais básicos.

Fogo de Chão: quando eu ainda era carioca, tinha bem mais o hábito de churrascaria – que, pra mim, precisa ser assim em esquema de rodízio! Esta é minha rede favorita em São Paulo. Do pão de queijo à picanha, tudo é excelente.

Tappo: um italianinho despretensioso nos Jardins que tem massas excelentes e ambiente gostoso para um jantar mais tarde.

Chez Mis: outro que me remete à minha gravidez – e passa a ter peso dois, contando com o quê sentimental da coisa. Não sei se tive exatamente desejo de grávida, mas se tive ele foi o nhoque deste restaurante, que eu comia compulsivamente!

Le Vin: amo o ambiente, amo os pães do couvert, amo o steak tartar com batatas-fritas! Tem filiais nos Jardins e no Itaim e está até nas indicações de lugares paulistanos no meu livro ItGirls (sim, paixão antiga!).

Camelo: nunca pisei neste restaurante antigo, simples e tradicional do Itaim, mas o strogonoff de lá é parte do meu top 3 de deliveries desde que me mudei para São Paulo em 2006.

Le Manjue: desta lista, o mais recente! Outro que faz uma linha mais natureba (é de lá o prato que ilustra o post), sem ser radical demais. O mais bacana é que o cardápio indica o que tem – ou não – glúten e outros ingredientes, facilitando a vida de alérgicos e intolerantes.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Diário de Carnaval em São Paulo: compras e comidinhas

18 de fevereiro de 2015

Já vai fazer nove anos que moro em São Paulo e, sobre isso, digo o incomum: Réveillon e Carnaval são as datas que mais gosto de passar aqui – digo incomum porque a cidade não é exatamente um destino óbvio para estes feriados, né?! Enquanto todo mundo pega a estrada, eu sinto que tenho todas as ruas só pra mim, sem trânsito, sem lotação, sem stress. E foi por isso que mais uma vez escolhi minha casa como ‘programação anti-folia’ (o Carnaval em si, aquele do baticum, nunca foi minha praia!).

Em 2015, acho que muito mais gente pensou igual a mim. A cidade não estava vazia como em outros anos e os shoppings ficaram super cheios. Mas ainda assim deu pra curtir, comer algumas das minhas comidas favoritas e fazer umas comprinhas. Fiquei bastante em casa, mas, inspirada pelos roteiros com dicas que faço em viagens, resolvi indicar o que fiz/comprei nos últimos dias de Carnaval em São Paulo!

carnaval em SP

COMER, COMER…
Entre uma e outra loja do Iguatemi, aproveitei para almoçar no Japengo. O restaurante segue os moldes do Yo-Sushi – rede de Londres que a Paola Scott me indicou anos atrás e eu amo! –, com os sushis fresquinhos passando na esteira. Acabou de ser reformado e é sempre uma ótima parada para comer rapidinho. Já na terça-feira, foi a vez de fi-nal-men-te conhecer o Due Cuochi do shopping Cidade Jardim, em um almoço com uma amiga que também ficou por aqui. Todas as massas são ótimas, mas eu experimentei – e amei – o gnocchi de lagostin (foto abaixo).

Due Cuochi

COMPRAS PARA BABY…
Se eu tenho um ponto fraco no meu consumo-quase-sempre-racional de itens baby, ele se chama… laços de cabelo! Quanto maior MH fica, mais colecionadora compulsiva eu me torno. Meus favoritos? Os de uma marca chamada Gumii, que eu compro na Best Baby do Iguatemi. Tem de todos os materiais, cores e tamanhos. Ainda para MH, passei na Ludique et Badin do mesmo shopping. A loja tem uma ótima seleção do modelo Nike Free para babies, que é o meu preferido para ela usar pra escola (é o mais levinho, melhor pedida para os pequenos que ‘acabaram’ de começar a andar).

lacinhos Gumii

… E TAMBÉM PARA MAMÃE!
Tenho uma relação de idas e vindas com a Zara: quase sempre entro pra dar uma olhada e há temporadas em que nada me atrai e outras {inverno, geralmente} em que eu quero tudo e me sinto fazendo excelentes negócios – quando encontro peças que amo é que me dou conta de como é bom fazer a festa sem gerar uma conta de quase cinco dígitos {soma que o mesmo número de peças alcançaria em várias outras marcas}. Dito isto, AMEI o que vi na loja do Iguatemi no último sábado. Achei até uma calça de alfaiataria preta sequinha como procurava há tempos e comprei também saia lápis e calça de ‘couro’ (couro entre aspas mesmo, essa da foto abaixo!). Cada peça por R$ 179 e numa qualidade super honesta, verdadeiros achados! Os tricôs também estão super bonitos. Já no shopping Cidade Jardim, a melhor pedida foi a liquidação da italiana Intimissimi, minha atual marca de lingerie favorita do mundo – a melhor para quem tem costas finas e seios grandes. Ainda resta um bom estoque e tudo está com 50% de desconto.

calça couro fake Zara

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Nakka: meu novo restaurante favorito em SP

29 de outubro de 2014

Sim, eu sou do tipo que vai sempre na mesma meia dúzia de restaurantes e pede sempre o mesmo prato em cada um deles. Me assumo como uma espécie de tédio gastronômico e, muito provavelmente, sou das mais fiéis quando se trata de comidas favoritas. Aqui em São Paulo (citei neste post sobre o Itaim) ou no Rio (meus mais-mais ainda são os mesmos que estão no capítulo carioca do livro ItGirls), não costumo conhecer muitas novidades, pois o tempo é pouco para visitar e revisitar meus desejos. Até que…

Nakka SP

Não lembro ao certo como nem por que, comecei a seguir no instagram um novo restaurante japonês que abriu perto de casa e publicava imagens bastante fotogênicas. E bastou prestar atenção nele para passar a ver seus pratos em vários perfis da minha timeline, o que só aumentava minha vontade de conhecer. Há dez dias, finalmente marquei lá um jantar com uma amiga e foi amor verdadeiro, amor eterno, à primeira vista. Não apenas foi pro topo dos meus favoritos como também já me fez voltar logo depois e passou a ser opção número um para qualquer almoço-jantar que eu marque fora de casa – com a vantagem de que posso ir a pé, coisa que carioca em SP muito aprecia!

Sem mais lero-lero (é que eu não costumo publicar reviews de restaurantes e precisava explicar a paixão e já dizer que não, não é publi!), o restaurante se chama Nakka, fica aqui no Itaim e, não bastasse ter o melhor peixe que já comi na vida, tem um cardápio que passeia com maestria entre os básicos que amamos e os pratos mais criativos. O que peço por lá? Carpaccio de salmão trufado, sashimis de atum e salmão, spicy tuna (super spicy, amo!) e sushi de barriga de salmão com raspas de limão siciliano. Mas vale dizer que essas são apenas as minhas escolhas iniciais muito conservadoras, porque tão logo eu me des-vicie um pouco delas quero experimentar um menu-degustação (pelo instagram, tudo parece muito maravilhoso!).

Nakka

Vai lá? O Nakka fica na rua Pedroso Alvarenga, 890.

imagens: instagram @restaurantenakka (a primeira) e meus próprios dotes “como fotógrafa sou uma boa blogueira e olhe lá”!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…