ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

Comidinhas, comidinhas, comidinhas… em SP!

7 de junho de 2016

De sushi a junk food, de comida de verdade a docinho irresistível. Em versão restaurante tradicional, em versão delivery, em versão food truck. O pré-requisito para estar nesta lista do que experimentei e aprovei nos últimos meses era apenas ser delicioso!

Sushi Beta

ONLINE…
Nos últimos tempos, surgiram algumas versões de comida japonesa apenas para delivery. Nem todas, no entanto, conseguiram unir a apresentação estética e a identidade visual caprichada (pontos em comum entre esses lançamentos) a outros dois fatores fundamentais: comida super gostosa e preço razoavelmente competitivo. Pois o Sushi Beta gabarita em todos os quesitos. Tem ainda combinados variados sob medida para uma pessoa e oferece a possibilidade de encomendar tudo via aplicativo de celular – não deixe para pedir na hora de comer, a ideia é encomendar mais cedo e escolher o exato horário em que quer receber. Tenho pedido muito e o Crunchy Spice Tuna é meu favorito absoluto!
onde: baixe o app Sushi Beta ou cadastre-se no site.

DO MAR…
Semanas atrás tive uma aula na Vila Madalena (bairro ao qual raramente vou e com o qual nem me entendia bem, mas estou começando a curtir muito, aliás!) e, no intervalo para almoço, o grupo no qual eu estava sugeriu a Peixaria. Ambiente descontraído e sem nenhuma pretensão, tem todos os tipos de peixes para escolhermos ainda no balcão – além de todo tipo de delícia do mar, que preciso voltar para provar. A farofinha e a salada de feijão branco que acompanham os pratos principais são viciantes! Ahh, e para os padrões paulistanos, o preço é super bom.
onde: rua Inácio Pereira da Rocha, 112, Vila Madalena, São Paulo

PARA ADOÇAR…
Minha MH anda numa programação intensa (sua vida social é bem mais agitada que a minha, inclusive!) e, numa festinha recente, trouxe para casa um pacote de balinhas de coco – e, vejam bem, taí um dos meus poucos pontos fracos no mundo dos doces! Descobri que os responsáveis pela delícia comandam um food truck só de sobremesas com gostinho de infância, o Familee. E que eles aceitam encomendas de vários item, incluindo as balinhas de coco maravilhosas!
onde: para conferir o roteiro e/ou encomendar, siga o instagram Familee.

NOS JARDINS…
Se você ama cheeseburger e ama Nova York tanto quanto eu, provavelmente já esteve na comentadíssima lanchonete escondida nos fundos do hotel Park Méridien. Pois bem, o Burger Joint ganhou filial paulistana e não deixou a desejar no sanduíche que desperta desejo em tanta gente! Segue os mesmos padrões da matriz e é parecido até nas longas filas que tem formado.
onde: rua Bela Cintra, 2.116, Jardins, São Paulo

Burger Joint

EXTRA: DA SÍRIA…
Por fim, um restaurante que (ainda) não conheço, mas com o qual me envolvi por conta de sua história. Em linhas bem gerais, Talal Culinária Síria foi recém-inaugurado por um casal de refugiados sírios que está refazendo a vida em São Paulo. A mulher foi uma das palestrantes do TEDxSP em março e me deixou com lágrimas – de emoção e inspiração – nos olhos enquanto se apresentava com os filhos pequenos orgulhosíssimos na plateia. Depois de vários meses vendendo suas comidas árabes apenas pelo Facebook Talal Culinária Síria, o espaço foi inaugurado no mês passado.
onde: rua das Margaridas, 59, Jardim das Acacias, São Paulo

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Um fim de semana no Mavsa: o hotel para crianças em SP

5 de outubro de 2015

Quem me segue no instagram @alegarattoni acompanhou que, há duas semanas, fui passar três dias no hotel Mavsa em uma press trip para blogueiras de maternidade. Já conhecia o lugar de nome e fui incentivada por amigas que disseram “é maravilhoso para MH, vá!”. Bom, quem é mãe certamente entende que essa frase define qualquer decisão. E devo dizer que todas as minhas expectativas foram superadas – o hotel não apenas é maravilhoso para crianças {com uma estrutura muito bacana, mesmo para as miudinhas como a minha}, mas também é impecável em organização, programação, espaço.

MH no Mavsa

hotel Mavsa

Um dos fatores que mais me chamou atenção: embora esteja em uma área gigantesca, com piscinas, fazendinha, área central com restaurantes, spa, lago, chalés etc, o hotel conta com pouco mais de cem quartos – em resumo, não há nem de longe aquela lotação que acontece em muitos hotéis similares, em que ou você chega na piscina às sete da manhã ou adeus para a intenção de conseguir uma cadeira. Tudo é espaçoso e o atendimento, super atencioso. E, vale ressaltar, a política segue o esquema All Inclusive, não tão comum por aqui {tudo, absolutamente tudo, está incluído na diária, que conta com oito refeições (!!!) fixas por dia e bebidas e comidinhas à vontade na piscina}.

piscina Mavsa

MH AMOU
A área do mini-zoológico, com coelhinhos soltos passeando por um enorme espaço verde, pavões, aves que apareciam no meio do caminho… É muito fofa também a mini-cidade da criança, com casinhas lúdicas e coloridas e atrações para os pequenos – mini-montanha russa, mini-carrossel etc. Mas o ponto favorito dela, contando que demos a sorte de pegar dias lindos de sol, foi a piscina infantil, super rasinha e apropriada para os mini-hóspedes: a profundidade não passa de 30cm.

MH Mavsa piscina infantil

tucano no mavsa

pássaro no Mavsa

MAMÃE AMOU
O spa {vai ganhar post separado em breve – os serviços não estão incluídos no sistema, mas valeu cada centavo o tratamento que experimentei!}; o quarto super espaçoso e renovado (ficamos no prédio Premiere) com duas camas em tamanho queen, na medida para famílias; o serviço atencioso e o lago enorme, que tem até esportes como standup-paddle – ainda não cheguei lá, fica pra uma próxima (!!!).

NA ESTRADA: MH A BORDO
A ida ao Mavsa reforçou nossa vontade de fazer mais viagens curtas pelos arredores de SP. Agora, com quase dois anos e meio, o processo viagem está mais simples e ela já curte MUITO cada novidade – no primeiro dia, chegava a pular de empolgação com o cenário diferente. E, sem as interferências do dia a dia e com uma programação atípica, é mais fácil da família se conectar e aproveitar o roteiro (a partir de três anos, as crianças podem ser deixadas em uma espécie de clubinho com monitores, mas não foi o caso da nossa pequena). Da nossa casa no Itaim ao check-in foram cerca de duas horas, em uma estrada ótima. Dica extra: aproveitamos para sair no horário do soninho da tarde de MH, o que deixou o trajeto super tranquilo e sem irritações! Ela acordou já na recepção.

Para fazer um tour virtual e ver mais fotos lindas, este é o link do site oficial do Mavsa.

lago Mavsa

{Viajei ao Mavsa a convite da assessoria do hotel. O texto reflete minha opinião pessoal e nenhuma compensação financeira foi recebida. O post não envolve nenhum tipo de ação comercial.}

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

No Itaim Bibi: um pouco do que adoro no meu bairro paulista | parte 3

24 de julho de 2015

Já publiquei duas edições de posts sobre os lugares que frequento no Itaim Bibi, bairro que escolhi para ser minha casa quando peguei a ponte-aérea definitiva e recebi minha cidadania paulistana (parte 1 | parte 2). Mas, de tempos em tempos, novos endereços vão entrando na minha rotina – e como sei que tenho leitores vizinhos e outros que gostam de dicas de São Paulo, é o caso de sempre atualizar essa tag, certo?! No texto de hoje, cito mais oito endereços para entrar na cadernetinha da região!

Itaim Bibi

FOCCA REFEIÇÕES: é super perto de casa, mas só ‘descobri’ dias atrás, quando uma amiga contou que eles têm uma variedade enorme de congelados, inclusive saudáveis e pouco calóricos. Na medida para abastecer o freezer das menos prendadas

SALÃO ABSOLUTE: ando cada vez mais querendo priorizar os salões de bairro no dia a dia – tem uns cabeleireiros que a gente precisa implorar por lugar na agenda e outros que a gente precisa ir no cabeleireiro antes de chegar no cabeleireiro, se é que vocês me entendem! Os salõezinhos menores são aconchegantes, têm preços (bem!) melhores e, especialmente para serviços básicos como escova e manicure, dão conta do recado muito bem. Este, na rua Renato Paes de Barros, foi um achado na vizinhança – serviço correto, simpático e ambiente gostoso.

BEBÊ BÁSICO: já disse que faço compras pra MH por temporada e de maneira bem planejada, mas quando preciso de um extra de peças lisas básicas é para esta loja (filial João Cachoeira) que eu corro. Bodies para bebês e camisetas e casaquinhos de botão leves para os maiorzinhos são curingas sempre bem-vindos. E por la tem também as sapatilhas Babu Uabu, ótimo custo-benefício para as meninas.

OFNER: é uma rede paulistana super antiga com várias filiais. A do comecinho da rua João Cachoeira é um daqueles clássicos pra marcar um café no meio da tarde ou comer um docinho-saideira da balada {a coxinha é uma perdição, amo!}. Sim, funciona 24 horas por dia!

LOJINHAS DE ATACADO DE BALAS: sim, eu sou do tipo que fico realizada comprando Balas Juquinhas ou Bombons Ouro Branco em embalagens de atacado! O Itaim é recheado destas lojas, que vendem também por unidade, mas têm seções de grandes caixas e pacotes no fundo. Nunca decorei os nomes, mas minhas favoritas são a da rua Iguatemi (em frente à Kalunga) e a da Joaquim Floriano quase esquina com João Cachoeira.

FAST FRAME E MOLDURA MINUTO: estou em fase de montar meu escritório {tá quase!} e, com isso, precisei transformar alguns posters em quadrinhos. Testei e aprovei o serviço de ambas – recomendo cotar nas duas, pode haver variações significativas de valor dependendo da peça (e em cada ocasião, uma tem preço melhor).

HAMBURGUINHO: é o pé-sujo dos fast-foods – um balcão super simples em volta de uma chapa de onde saem os sanduíches e as batatas-fritas… ahhhh, as batatas-fritas! Uma maionese especial da casa é pedido indispensável pra acompanhar (eles fazem entregas na região e também preparam pedidos pra viagem).

ÁREA DO KINOPLEX: já tinha citado a micro-pracinha do Kinoplex para a qual levo MH pra brincar às vezes. Pois a região em volta do cinema ganha cada vez mais lanchonetes e pontos de comidinhas rápidas – de Mc Donald’s a um quiosque ótimo de sucos naturais, tem pra todos os gostos!

{desde que a revistaria d’Amauri fechou definitivamente as portas, estou MUITO orfã nesse quesito! Alguém abre algo do gênero por aqui, por favor?!}

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…