ALE GARATTONI

Mãe da Maria Helena, profissional de branding e apaixonada por moda e beleza! Meu blog é o espaço "hora do recreio" no qual divido dicas, inspirações, apostas no universo das it girls e minha vida primeira pessoa na maternidade.

Lifestyle

The Coveteur em versão impressa: uma nova “bíblia da moda” 

13 de setembro de 2016

Desde que foi lançado há cinco anos, o site The Coveteur estipulou um novo – e super copiado – formato para fotos de moda: com acessórios em destaque no meio à decoração normal da casa e peças de roupa penduradas em, por exemplo, bicicletas. Tudo com uma estética irretocável e inspiradora, que fique claro! A cada post, anônimos e celebridades fashionistas abriam as portas de suas casas e seus closets para compartilhar, nessa linha que virou marca-registrada inconfundível, um pouco de seus gostos e estilos com uma audiência expressiva que chega a quatro milhões de views mensais. Pois mais uma bem-sucedida empreitada digital se move para o mercado impresso!

livro The Coveteur

Em pleno clima de semana de moda de NY, os primeiros teasers do livro The Coveteur começam a aparecer nas redes sociais. Os arquivos foram revisitados e dão origem a uma publicação indispensável para quem ama moda. A sinopse indica que foram documentados “o processo criativo e a inspiração de 43 estilistas, modelos e editores de moda  que definem o estilo da atualidade”. A lista de famosos que estão nestas coloridas páginas inclui Karlie Kloss, Rosie Huntington-Whiteley, Cindy Crawford, Miranda Kerr e Tavi Gevinson, entre outros.

Desejando também? O lançamento oficial é no dia 18 de outubro, mas o livro em capa dura já está em pré-venda aqui na Amazon americana!

livro The Coveteur

E por falar em livros de moda, lembrete! O guia de instagram da top blogueira Aimée Song, sobre o qual você leu aqui, começa a ser enviado na próxima semana!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

A {difícil} arte da camiseta básica perfeita: olho nestas marcas!

30 de agosto de 2016

Mas, afinal, o que pode haver de difícil em um item tão, tão simples como a camiseta básica? Pois bem, esta é exatamente a questão! Quanto mais básica uma peça, mais a qualidade – ou falta dela – tende a aparecer. E mais: é por ser uma roupa sem muito espaço para criatividade que aquela bossa, aquele algo mais indefinível, faz TODA diferença. Se você também é do time que não dispensa o uniforme democrático jeans + t-shirt, olho nas coleções destas três marcas {e em suas modelagens, em seus recursos de styling…}. Básico sim, bobo jamais!

camiseta básica Anine Bing

ANINE BING
A marca da ex-modelo dinamarquesa nasceu em Los Angeles e, nos últimos meses, ganhou sete filiais na Europa. E Anine é a personificação do estilo jeans e camiseta com bossa – seu uniforme do dia a dia nunca, nunca fica sem graça! Vale apostar nos modelos navalhados (que abriu este post na imagem acima), na gola V meio propositalmente “esgarçada” e na modelagem muscle, com braços 100% de fora e cavas mais abertas!

anine bing

LUDIK
A novíssima marca própria do e-commerce Style Market segue esta proposta do básico com um toque extra final! Amo as peças no estilo destruído, que misturam o corte de navalha na gola a furos por toda a camiseta.

Ludik Style Market

GALA BASIC WEAR
Eis uma marca que, desde que foi lançada, sempre aparece por aqui: suas coleções levam a sério o mix de materiais de boa qualidade, modelagens super atemporais e um quê a mais, que pode vir em uma estampa de listras (amo todas!) ou num tom bordô. Taí uma linha que dá vontade de colecionar, uniforme mesmo!

Gala Basic Wear

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

O que Anna Wintour achou de o Diabo Veste Prada

22 de agosto de 2016

Mais de dez anos se passaram desde o lançamento do livro-que-virou-filme O Diabo Veste Prada (dá pra acreditar?!) e, finalmente, Anna Wintour – a suposta inspiração do personagem central da trama – foi ouvida a respeito! O veredito da poderosa diretora da Vogue americana aparece em cena do ótimo First Monday in May, documentário que narra a produção do Baile de Gala do Met em 2015.

Miranda Priestley

Perguntada “na lata” sobre o que teria achado da história publicada por Lauren Weisberger, sua ex-assistente pessoal, Anna surpreendeu: “Ela (Lauren) trouxe atenção para o mercado de moda. Posso olhar por um lado negativo ou por um lado positivo e eu escolhi o positivo. Sob alguns aspectos, eu acho que preciso ser grata a ela!”, resumiu, encerrando qualquer possível tabu entre seu nome e a polêmica narrativa de sua personalidade de chefe difícil.

Anna Wintour

Em tempo: First Monday in May, cujo trailer você já tinha visto aqui neste post, acaba de chegar ao iTunes (apenas disponível para contas americanas, por enquanto) e é ótima pedida para quem gosta de moda. O documentário mostra os bastidores do antes e durante a grande noite da festa que é considerada o tapete vermelho mais importante dos fashionistas do planeta. Assisti neste domingo (21.08) e recomendo!
p.s. curiosidade aleatória – Anne Hathaway e Emily Blunt, que interpretaram as assistentes de Anna/Miranda em O Diabo Veste Prada, ganham citações e cenas como convidadas especiais do baile!

First Monday in May

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…