ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

Consuma como as francesas!

30 de abril de 2013

Ahh, as mulheres francesas… como elas inspiram o mundo – alguns dos porquês disto você leu aqui, lembra?! Sempre fui fã deste estilo chic sem esforços e ando especialmente encantada pelo tema e por estas personagens, por estar lendo os livros Crianças Francesas Não Fazem Manha e Madame Charme (recomendo ambos!). Comportamento, valores e hábitos gerais à parte, são as escolhas de consumo delas que respondem por tamanho poder de inspiração. Quer seguir as mesmas receitas?!

livros sobre francesas

A MODA QUE ESTÁ NA MODA? JAMAIS!
Esqueça tendências, it bags da estação, acessórios que estão em todos os closets do planeta e qualquer peça mais óbvia do momento: as francesas querem – e usam – apenas o único, o exclusivo, o poderoso-porém-discreto. As compras elegantes se baseiam em qualidade, design e longevidade. O senso de investimento (duração, à prova do tempo, clássico) guia o consumo. Ter o “it” item da vez ou desfilar a bolsa que todo mundo tem são atitudes que chegam até a ser mal vistas entre elas… Desenvolver o próprio estilo é fundamental!

PEÇAS FACILMENTE IDENTIFICÁVEIS: EVITE
Tal e qual as peças “da moda”, itens com logos e monogramas óbvios e facilmente identificáveis são uma espécie de queima-filme. Fakes?! Pecado mortal, por favor! As chamadas designer bags não enchem seus olhos nem muito menos seus closets. O desejo é por tecidos, couros e cores sofisticados que não tenham sua ficha técnica exibida no primeiro olhar. Tudo pra causar aquele efeito “onde é que você conseguiu isso?”, elogio máximo!

Francesas – Carine

TEMPO PARA SI PRÓPRIA: FUNDAMENTAL
No livro Crianças Francesas Não Fazem Manha, que ensina técnicas de criação de filhos bem-educados, um destaque especial para o fato de que as mães não abdicam de seu lado mulher: conservam tempo pra si, para suas compras, para suas idas ao spa. Sem culpa!

O PODER DA EDIÇÃO NAS COMPRAS
Francesas não compram um milhão de peças de roupas e acessórios. Investem, sim, em itens caros e de excelente qualidade, mas sempre seguindo a fórmula “poucos e ótimos”. Não há espaço para acúmulos e os closets são muito bem arrumados, facilitando a edição dos looks – por falar em looks, eles são sempre arrematados com bons lenços!

APENAS O MELHOR, SEMPRE
Pijamas furados? Ja-mais (ler com sotaque francês, “ja-mé”!). Moletons velhos pra ficar em casa? Já pro lixo, sem dó! Sua vida vai fluir melhor, acredite. Guardar o melhor para uma ocasião futura? Nunca! O capítulo “Sempre Use o Melhor” de Madame Charme, explica que, da lingerie (escondida) aos acessórios (exibidos), TUDO deve ter a melhor qualidade e capricho. Invista!

francesas

imagens: blogs Jak&Jil e EasyFashionParis

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

A bíblia da etiqueta mundial

10 de abril de 2013

Já tinha postado sobre este livro na 1ª fase do It e me dei conta de que, nesta nova etapa, ele ainda não tinha aparecido por aqui. Emily Post’s Etiquette, que teve sua primeira tiragem lançada em 1922 e já está na 18ª edição, inspirou o nome de uma seção aqui do blog e, no passado, serviu de fonte para alguns posts sobre o tema – vou resgatar esse hábito, tinha esquecido como ele tem conteúdo legal!

Emily Post's Etiquette livro

Pra quem pede indicação de um livro de etiqueta, esse é o #1, sem dúvida. Infelizmente não tem versão em português, mas é uma verdadeira bíblia – em tamanho, inclusive – e trata de todos os assuntos relacionados a este universo. Melhor dos melhores? A cada edição, tem atualizações que permitem que ele siga sempre atual: mundo virtual e comunicação eletrônica, coisas que nem sonhavam em existir em 1922, têm capítulos especiais hoje em dia. Se você procura uma fonte de consulta que cobre de ordem de talheres e tratamentos formais de autoridades a comportamento no supermercado e respostas a gafes, clica já aqui e compra o seu por menos de 30 dólares na Amazon!

etiqueta emily post

p.s. este é um livro que eu, particularmente, acho que vale ter em versão impressa (#OldStyleLovers!), mas, caso prefira, a 17ª edição – que é a que tenho – está disponível também em formato Kindle. Clica aqui pra conferir!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Livro de cabeceira anti-crises!

17 de julho de 2012

Não, não se engane pelo título desse post: não vem por aí o review de um livro de auto-ajuda que vai te livrar de todas as crises existenciais que podem te afligir na vida! A Era do Escândalo vai um pouco (ou seria muito?!) além disso…

Na faculdade de administração, a gente aprende que a maneira com a qual se lida com uma crise é, de certa forma, mais importante até mesmo do que evitar a crise em si. E estamos falando aí de crises graves, sérias, que colocam em risco a reputação de pessoas, marcas, empresas. Crises que podem destruir impérios e anos de trabalho bem-sucedido. Cheguei a comentar sobre esse livro no tumblr que mantive por um mês antes da volta do It, mas acho que vale falar de novo pra quem não leu na época – afinal, esse é, sem sombra de dúvidas, um dos meus top 5 livros de business da vida. Sei lá por que, mas esse lance de gerenciamento de crise sempre fez minha cabeça, desde os tempos da faculdade. Acho encantador como uma estratégia correta e inteligente pode interromper uma implosão completa.

Pra quem ele é recomendado? Para estudantes de administração, marketing ou cursos afins. Para quem tem um negócio próprio e quer estar preparado pra agir caso algo saia do previsto. Pra quem quer exercitar o equilíbrio frente às adversidades das quais nunca estamos livres. Resumindo: pra (quase) todo mundo, né?!

A leitura é interessante e dividida em cases de grandes crises que se tornaram públicas no mundo. E, o melhor, mostra o que foi feito de certo e de errado, sempre com análises explicando por que cada decisão deve ser tomada. Recomendo!

Era do Escândalo

p.s. pesquisei em algumas livrarias online e ele estava esgotado em todas. Se por acaso alguém encontrar em lojas físicas, me conta lá no Facebook que eu acrescento aqui no post, combinado?!

UPDATE: atendendo ao meu pedido, a Thysa contou lá no Facebook que o livro está disponível para venda na Estante Virtual (clique aqui).

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…