ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

Na mesinha de cabeceira: Um Brinde a Isso

22 de março de 2016

Nas últimas semanas, tenho lido muito! Na frente da fila, livros meio lidos e esquecidos e/ou histórias de mulheres fortes. Sei lá qual o critério, mas coincidentemente (ou não!) essas são as leituras da vez… E foi assim que Um Brinde a Isso furou a fila de umas duas dezenas de publicações e foi devorado em dois ou três dias. A dica veio da Ca, do F-Utilidades, e na hora a sinopse me chamou atenção: era uma vez uma mulher que começou a trabalhar nos anos 70, quando ela tinha 40 e poucos e era recém-divorciada. Com alguns anos de experiência na moda – tema que até então fazia parte da sua vida apenas como consumidora e como esteta nata –, foi parar na Bergdorf Goodman, uma das lojas de departamento mais famosas de Nova York, e segue lá até hoje, aos 87 anos.

Um Brinde a Isso

O mix de trajetória de superação pessoal (amo!), bastidores do serviço de personal shopper que ela criou na loja e história da moda me pegou de vez e a leitura é rápida, leve e emocionante – ri e chorei no decorrer dos capítulos! Impossível não se apaixonar por Betty Halbreich, mesmo com sua personalidade forte e suas opiniões implacáveis. Perfeita pedida para o feriado que se aproxima, comprei aqui na Amazon Brasil {MELHORES preços e entrega mais rápida ultimamente – os descontos são realmente surreais, eu que compro muito livro percebo claramente isso}.

Para ajudar a entrar no clima da leitura e já apresentar Betty, aperte o play no delicioso vídeo abaixo!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Crush de leitura: o novo livro de Ivan Martins

25 de novembro de 2015

Nota rápida sobre a leitura da vez, mais uma daquelas em que a gente mergulha e só quer fechar o livro quando ele acaba: ‘Um Amor Depois do Outro’ é o novo título de Ivan Martins, escritor, editor-executivo da revista Época e autor de uma (ótima) coluna semanal no site da mesma publicação. Comecei a ler os textos de Ivan quando uma amiga compartilhou no Facebook o link de um deles – que me tocava diretamente de certa forma – e segui para o livro, anunciado no rodapé de suas crônicas.

Diz a sinopse resumida que os textos retratam “um cotidiano de nossas paixões, sejam novos ou velhos amores, filhos ou amigos.”. Eu acrescento que ele faz um passeio por sentimentos, sensações, começos e recomeços, situações habituais para todos os seres humanos. A sensibilidade ímpar de Ivan dá o tom definitivo e faz a leitura fluir com (ainda mais) identificação. Boa companhia para um domingo chuvoso ou uma madrugada insone…

Comprei aqui na Amazon, que tem versão livro impresso e e-book!

livro Ivan Martins

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Por que Marie Kondo está mudando a minha vida

13 de outubro de 2015

Faz apenas algumas horas que Marie Kondo entrou na minha vida, para falar a verdade. Havia estado com o livro dela – best-seller mundial – nas mãos meses atrás em uma livraria, logo que ele foi lançado no Brasil. Mas achei que não seria pra mim: sou super organizada, não tenho {ao menos achava que não tinha} tendência a ser acumuladora e tenho muitos planetas em virgem no mapa astral, o que sempre me fez acreditar que arrumação não era uma dificuldade em minhas habilidades. Ao contrário. Sempre brinquei que não entendia por que alguém contratava pessoas para organizar a casa, o que, no meu ponto de vista semi-virginiano, seria o equivalente a contratar alguém para comer batata-frita por você!

Mas aí, eu, que me achava não-acumuladora, estava em mais uma dessas madrugadas no site da Amazon Brasil, meu lugar favorito para comprar livros há tempos – eles conseguem preços surpreendentes, com descontos inacreditáveis. E na minha dificuldade de fechar o carrinho com apenas um ou dois títulos, incluí Marie Kondo na conta. O livro ficou ali umas duas, três semanas me olhando e, embora minha curiosidade sobre o revolucionário método de arrumação da japonesa fosse aumentando, eu segui adiando o começo da leitura. Já julgo como auto-boicote! Na última noite, finalmente, li a primeira página. E segui sem parar, completamente obcecada, até a metade do livro.

livro Marie Kondo

E é sobre isso que venho falar neste post: parem tudo que estiverem fazendo e comprem este livro {ou peguem de alguém que o leu e certamente o descartará no fim do processo!}. Eu, você, sua amiga super bem-sucedida e aquela prima que vive perdida na vida nos auto-sabotamos. Em menor ou maior grau, todos nos sabotamos. E embora o livro seja sobre uma técnica agressiva de descarte de itens – você não deve escolher o que quer se desfazer, como é padrão nas organizações, mas sim o que quer manter em seu acervo, que deve ser apenas o que de fato o faz feliz –, os insights que ele te traz vão muito, muito além.

Para se ter uma ideia, eu de cara descobri que sou, sim, acumuladora. Mesmo com as enormes baixas semestrais, eu tenho mais roupas do que preciso, mais livros do que sonharei em ler, mais papelada do que há necessidade. Que minha filha tem vinte vezes mais bonecas do que deveria e que seu quarto vive bagunçado porque nunca foi organizado corretamente. Mas o mais importante é a maneira óbvia que tudo se interliga e te mostra que você para sua energia por auto-boicote. Que o tal apego à desorganização atrasa planos, suga tempo, tira foco das reais prioridades.

marie kondo

Bônus? Os formatos de consultoria de Marie Kondo, embora em uma área completamente diferente, me trouxeram ideias para os meus próprios modelos de consultoria individual de branding. Porque ela ensina que para mudar um hábito e se proteger do efeito-rebote {a organização virar uma bagunça novamente ou a perda de peso trazer todos os quilos de volta, por exemplo} é preciso a gente perguntar o porquê do porquê. Que é só depois de mergulhar uns cinco graus de porquês adentro que vem a resposta do que nos motiva àquela mudança, àquela decisão. O motivo pelo qual você quer ter sua casa arrumada ou a razão pela qual quer organizar o posicionamento de seu negócio ou de sua marca pessoal precisam estar 100% claros para você. Parece óbvio, mas não é. Só entendendo qual seu objetivo final depois dos tais cinco porquês – que geralmente têm como resposta ser e estar mais leve e mais feliz – é que você consegue introjetar as mudanças e fazer delas novos hábitos.

Ainda não terminei o livro (dá pra ler de uma só vez, acho que termino hoje à noite) e ainda não comecei a parte mais divertida, a do descarte geral para rearrumação, mas já estipulei várias ações e mudanças. Já reconheci várias lacunas de auto-sabotagem. Já comecei minhas listas de porquês. Já estipulei datas de lançamentos adiados e re-adiados. E, em meio livro, Marie Kondo já fez maravilhas na minha cabeça. Por essa e por outras, ache você que precisa ou não dessa arrumação agressiva, admita você que se auto-boicota ou não, priorize/acredite você uma energia mais limpa ou não, pare tudo e vá atrás desse livro!

Marie Kondo Time
Marie Kondo, japonesa, 30 anos, mais de dois milhões de livros vendidos e nomeada uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…