ALE GARATTONI

Mãe da Maria Helena, profissional de branding e apaixonada por moda e beleza! Meu blog é o espaço "hora do recreio" no qual divido dicas, inspirações, apostas no universo das it girls e minha vida primeira pessoa na maternidade.

Lifestyle

Seis dicas para reduzir a ansiedade

23 de março de 2016

É impressionante como a ansiedade, definitivamente, está presente na vida de TANTA gente nos dias atuais. Estamos nos acostumando a ser ansiosos e nem nos damos conta da quantidade de efeitos colaterais que isso traz – insônia, dores musculares, dor de cabeça e perda de memória, apenas para citar alguns da enorme lista apresentada no ótimo Ansiedade, de Augusto Cury, livro que TODO MUNDO deveria ler! Foi lendo a publicação que montei uma espécie de auto-prescrição para minha essência ansiosa, agora compartilhada aqui…

ansiedade
imagem: ansiedade via Shutterstock

1) Não usar aparelhos eletrônicos em excesso à noite: tenho uma amiga que, ao anoitecer, desliga tudo; numa única noite em que consegui seguir essa regra já senti que dormi bem melhor – é meta fazer disso um hábito definitivo.

2) Não dormir ao lado de aparelhos eletrônicos, em especial o celular: as pessoas nem têm mais relógio ou despertador no quarto, já que o telefone celular acaba cumprindo essa e outras funções; a verdade é que com o vício ali à mão fica bem mais difícil de não entrar naquele looping de uma última olhadinha nas redes sociais na hora de fechar os olhos e/ou na mania de ler os e-mails praticamente antes de abrir o olho, o que acelera qualquer um – vale a pena comprar um radio-relógio vintage para evitar esse mau hábito!

3) Selecionar a quantidade de informação consumida: entre livros, revistas, redes sociais, links e mais links, consumimos MUITA informação diária. Muito mais do que precisaríamos consumir. O livro Ansiedade já aponta que pessoas comuns têm, hoje, muito mais repertório acumulado que grandes pensadores e teóricos tinham no século passado – e nem por isso se produz materiais mais relevantes. Fazer uma espécie de curadoria do que se vai adquirir como informação ajuda a fazer uma higiene mental que favorece a criatividade.

MAIS: Você Já Ouviu Falar em Síndrome de Burnout?

4) Fazer exercícios físicos ao menos quatro vezes por semana: dez entre dez pessoas que inseriram a prática de atividades físicas em suas rotinas garantem que melhora o sono, a saúde, a mente; espero em breve poder fazer coro a este time!

5) Criar rotinas e horários para atividades, sempre: ficar perdido sem saber por onde começar paralisa e traz mais ansiedade; liste suas atividades, separe as obrigações habituais em blocos definidos do seu dia (responder e-mails, responder mensagens no celular, escrever, fazer reuniões, ler…) e estabeleça rotinas em sintonia com suas metas. A produtividade e a predisposição à ansiedade agradecem.

6) Esvaziar a mente e dar pausa em estímulos, uma espécie de pré-meditação: para quem ainda tem dificuldade em aderir ao estado de meditação, simples paradas de cinco minutos esvaziando a mente já ajudam a oxigenar o cérebro; em um dia a dia rodeado por estímulos, se desligar é preciso!
{este último tópico veio do grupo Como Saber Viver, que a coach Ana Raia ministra mensalmente para ex-participantes de seus outros programas}

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Na mesinha de cabeceira: Um Brinde a Isso

22 de março de 2016

Nas últimas semanas, tenho lido muito! Na frente da fila, livros meio lidos e esquecidos e/ou histórias de mulheres fortes. Sei lá qual o critério, mas coincidentemente (ou não!) essas são as leituras da vez… E foi assim que Um Brinde a Isso furou a fila de umas duas dezenas de publicações e foi devorado em dois ou três dias. A dica veio da Ca, do F-Utilidades, e na hora a sinopse me chamou atenção: era uma vez uma mulher que começou a trabalhar nos anos 70, quando ela tinha 40 e poucos e era recém-divorciada. Com alguns anos de experiência na moda – tema que até então fazia parte da sua vida apenas como consumidora e como esteta nata –, foi parar na Bergdorf Goodman, uma das lojas de departamento mais famosas de Nova York, e segue lá até hoje, aos 87 anos.

Um Brinde a Isso

O mix de trajetória de superação pessoal (amo!), bastidores do serviço de personal shopper que ela criou na loja e história da moda me pegou de vez e a leitura é rápida, leve e emocionante – ri e chorei no decorrer dos capítulos! Impossível não se apaixonar por Betty Halbreich, mesmo com sua personalidade forte e suas opiniões implacáveis. Perfeita pedida para o feriado que se aproxima, comprei aqui na Amazon Brasil {MELHORES preços e entrega mais rápida ultimamente – os descontos são realmente surreais, eu que compro muito livro percebo claramente isso}.

Para ajudar a entrar no clima da leitura e já apresentar Betty, aperte o play no delicioso vídeo abaixo!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Crush de leitura: o novo livro de Ivan Martins

25 de novembro de 2015

Nota rápida sobre a leitura da vez, mais uma daquelas em que a gente mergulha e só quer fechar o livro quando ele acaba: ‘Um Amor Depois do Outro’ é o novo título de Ivan Martins, escritor, editor-executivo da revista Época e autor de uma (ótima) coluna semanal no site da mesma publicação. Comecei a ler os textos de Ivan quando uma amiga compartilhou no Facebook o link de um deles – que me tocava diretamente de certa forma – e segui para o livro, anunciado no rodapé de suas crônicas.

Diz a sinopse resumida que os textos retratam “um cotidiano de nossas paixões, sejam novos ou velhos amores, filhos ou amigos.”. Eu acrescento que ele faz um passeio por sentimentos, sensações, começos e recomeços, situações habituais para todos os seres humanos. A sensibilidade ímpar de Ivan dá o tom definitivo e faz a leitura fluir com (ainda mais) identificação. Boa companhia para um domingo chuvoso ou uma madrugada insone…

Comprei aqui na Amazon, que tem versão livro impresso e e-book!

livro Ivan Martins

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…