ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

Capture Your Style: dez lições de instagram de Aimee Song

9 de fevereiro de 2017

Mais de quatro milhões de seguidores no instagram. Esse é o status atual da blogueira americana Aimee Song, que fez desta rede social sua mais importante e poderosa vitrine. Uma das pioneiras dos blogs de estilo pessoal, ela aprendeu a tirar o melhor proveito da ferramenta – e se já era destaque na moda desde o fim da década passada, pode-se dizer que teve um baita upgrade em sua marca pessoal desde que passou a registrar seu dia a dia em tempo real.

Com estratégia e foco na estética, Aimee é uma das maiores experts em instagram atualmente. Não apenas pela impressionante base de seguidores em todo planeta, mas também pelo feed lindo, coeso, variado. Post a post, ela sabe contar sua história e inspirar. Pois é essa bagagem de especialista que serve de base para o primeiro livro da blogueira: Capture Your Style é uma espécie de manual para quem quer usar melhor o insta!

A publicação, lançada em setembro de 2016, é leitura obrigatória para blogueiros, influenciadores digitais e todos que desejam os melhores resultados em sua rede social. Além da ótima questão estética {o feed de Aimee, vale reforçar, é de uma perfeição sem igual!}, com dicas de filtros, apps, proporções, luz, ângulos e padrões, destaca-se um capítulo incrível sobre o lado business da ferramenta – ética, comercialização e captação de parcerias aí incluídos! O melhor? Mesmo sendo uma expert no tema, Aimee compartilha as dicas de forma didática e sem tom de regras, apenas apontando o que deu resultado para ela.

Neste post, você lê dez das melhores lições compartilhadas no livro por Aimee Song…

livro Aimee Song – Capture Your Style

1) CONSTÂNCIA É TUDO!
“Quanto mais eu posto, mais meus seguidores aumentam.”, diz Aimee. Ter um perfil constantemente alimentado é o segredo número um.

2) EDIÇÃO SEMPRE; EXAGEROS NUNCA!
Sim, os retoques de imagens ajudam a limpar a cena, a melhorar o colorido, a ajustar o enquadramento ideal. Mas resista ao excesso de filtros e apps – Aimee elege seus poucos e bons e jura que poucos ajustes já garantem o clique perfeito.

livro Aimee Song – Capture Your Style

3) HISTÓRIA EM CAPÍTULOS
O objetivo central do incrível feed de Aimee é contar histórias em blocos de 12 postagens. A unidade de cada dúzia se mantém com um mesmo filtro, um mesmo corte ou uma mesma cor como base. É essa estratégia que garante a ideia de unidade e o visual impecável e coeso {basta olhar seu perfil para entender bem essa questão estética}.

4) UMA MISSÃO, FOTOS VARIADAS
A variedade de temas é o grande diferencial. Aimee afirma que não há nada mais enfadonho do que um perfil que publica uma dezena de selfies seguidas. Também pensando em bloco de 12, ela alterna selfie, look do dia, detalhe, lugar, comida… Todas, no entanto, se baseiam na sua missão: inspirar pessoas com cliques lindos!

instagram songofstyle

5) INSTA NÃO TÃO INSTANTÂNEO ASSIM
Taí uma descoberta simples, porém crucial no resultado final do feed: não dá pra levar tão a sério a proposta de postagens “em tempo real” – planejamento é tudo. Para garantir a unidade estética e a composição propostas, é necessário pensar antes de sair publicando tudo na hora do clique. Sim, um instagram lindo dificilmente vai ser construído radomicamente sem estratégia pré-postagem.

6) O CLIQUE PERFEITO
Luz (natural!) e cenário: eis as duas palavrinhas mágicas para a beleza de qualquer imagem – seja um still de produtos de beleza, um look ou uma selfie. A harmonia e o ângulo exato completam a fórmula, na qual só se aprimora na base da tentativa-e-erro.

livro Aimee Song – Capture Your Style

7) É PRECISO FALAR SOBRE ENGAJAMENTO!
Mesmo com essa base gigante de seguidores, Aimee reforça que nada adianta ter números se não há o real engajamento – e explica que isso só se conquista com o crescimento orgânico deste alcance {não vale a pena recorrer a compra de números ou programinhas follow-unfollow para acelerar esse processo, resumindo em bom português!}.

8) A NETIQUETTA DAS HASHTAGS
O uso das hashtags é apontado no livro como uma ótima estratégia para que mais pessoas descubram suas fotos. Mas atenção ao adendo importante de Aimee: “Excesso de hashtags é a coisa mais irritante que se pode fazer no instagram!”. Escolha e use com moderação e estratégia, marcando um lugar, um evento ou uma empresa, sem jamais ultrapassar cinco por foto. Por esta mesma razão, fuja daquelas populares caça-cliques, que já tem milhões e milhões de postagens arquivadas e farão seu post ficar perdido no meio delas.

livro Aimee Song – Capture Your Style

9) INTERAÇÃO: É UMA REDE SOCIAL, AFINAL!
Estabelecer conversas é o que se espera em uma rede social. Tentar sempre responder as perguntas nos comentários e interagir genuinamente em postagens de outros perfis fazem parte de um crescimento orgânico.

10) PARA INFLUENCIADORES: A HORA DAS PARCERIAS
Mesmo perfis com uma base mais modesta de seguidores podem ter parcerias interessantes com marcas, aponta Aimee. Tudo a ver com o conceito dos micro-influenciadores, grande tendência do momento no mercado digital. Mas cuide com carinho da sua credibilidade: nada de ficar pedindo presentes nem de fazer postagens que não têm a ver com sua marca apenas por dinheiro {preservar sua reputação é uma estratégia para resultados a longo prazo}.

aimee song instagram

p.s. nesta semana, dois posts sobre os temas engajamento e parcerias – baseados no conteúdo do Capture Your Style – serão publicados no instagram @amobranding, siga para acompanhar!

Interessou?! Leitura fortemente recomendada, o livro {apenas em inglês} está à venda por US$ 12 + frete aqui na Amazon americana.

livro Aimee Song – Capture Your Style

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Mães & Filhos

Mini-mesinha de cabeceira: dicas de livros para as crianças

16 de outubro de 2016

Que eu sempre indico livros na tag Mesinha de Cabeceira, todo mundo já sabe! Mas, agora que tenho uma verdadeira mini-companheira nos meus passeios a livrarias, as dicas virão tambem em versão “para pequenos”. Sim, valeu a pena inserir MH na programação desde bem bebê, morro de orgulho que hoje, quando estamos em um shopping, é ela a primeira a pedir para irmos “na loja de livros”. Leitura, taí um hábito que a gente pode – e deve – incentivar!

livros para as crianças
imagem via Pinterest

Introdução feita, queria compartilhar duas dicas que vi nos últimos dias + uma extra da qual eu já havia falado tempos atrás no meu instagram @alegarattoni. Como ando em busca de sugestões de leituras para Maria Helena, amei essa relação compartilhada no grupo Pausa para Prosa (esse programa de palestras e encontros com especialistas comandados pela minha amiga Ana Paula Maciel é incrível, por sinal!). Trata-se de uma listas de livrinhos que falam de emoções para crianças. Autoestima, medo, perdas, há opções para todos, com leituras especialmente para pequenos a partir de seis anos.

Dentro desta lista, havia também um dos exemplares da série da autora Trace Moroney, que eu já havia dado print na última semana quando minha amiga Katia, do insta @minhasdikas, compartilhou: “Quando Eu Me Sinto…” tem as versões Triste, Feliz, Irritado e fala de sentimentos de maneira apropriada para os miudinhos. Procurei bastante no fim de semana e o lugar que encontrei mais variedade com estoque disponível {a maioria só se achava sob encomenda} foi aqui no site da Saraiva, que ainda está oferecendo 20% de desconto na maior parte deles. Comprei seis hoje para MH!

livros Trace Moroney

Por fim, uma dica que as mamães que frequentam shoppings talvez já tenham visto. Vira e mexe, uma feirinha de livros infantis temporária disponibiliza itens a partir de R$ 5. Já havia visto por acaso umas duas ou três vezes em SP e no Rio e fiz a festa para MH. Há pouco descobri que se trata do BookLovers Kids, evento itinerante que está até o dia 30.10 no MorumbiShopping. Dá para acompanhar a programação aqui no Facebook deles. Boa pedida para incrementar as prateleiras da biblioteca do seu filho!

MH livros
minha leitorinha favorita! {via instagram @alegarattoni}

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Meninas, temos que falar sobre dinheiro!

23 de setembro de 2016

Eu tenho mais uma nova musa, neste ano que já me trouxe tantas musas poderosas e inspiradoras: Denise Damiani. Bem resumidamente, a autora do novíssimo Ganhar, Gastar, Investir tem uma extensa carreira corporativa e, ao longo de anos e anos, tornou-se uma espécie de especialista na relação das mulheres com as finanças. Foi graças a essa observação e também a mais de 500 entrevistas que criou uma metodologia de consultoria financeira para elas, tema de palestras, cursos, atendimentos individuais e, agora, de seu primeiro livro.

finanças para mulheres
imagem economia feminina via Shutterstock

De fevereiro de 2015, quando li o livro Finanças Femininas e escrevi este post sobre minha trajetória de comportamentos financeiros, até agora muito pouca coisa mudou nos meus hábitos. 2015, aliás, foi o ano em que mais ganhei, mais gastei e mais perdi dinheiro – perder no sentido de assumir (altas) despesas desnecessárias que não tiveram retorno nem mesmo sentido. E pela minha total incapacidade de poupar e investir posso dizer que Denise Damiani tocou fundo na minha alma e me chacoalhou muito forte a respeito de futuro. Por isso, eu farei todo o esforço do mundo para passar uma única mensagem neste post: meninas, leiam Ganhar, Gastar, Investir!

livro Denise Damiani

Muito, mas MUITO mais que finanças, o livro é uma apresentação à origem das mais fortes crenças femininas a respeito do dinheiro. Por que não pedimos aumento (e, em geral, ganhamos menos do que os homens)? Por que não negociamos bem o valor de nossos trabalhos e serviços? Por que não somos tão cuidadosas para poupar e pensar a longo prazo? Por que gastamos de forma irracional (o famoso “vou me dar esse sapato pois trabalho tanto, eu mereço”)? Por que compramos sem planejar, sem pesquisar e sem adiar? Tudo isso tem uma resposta simples, que basicamente gira em torno de um modelo mental culturalmente imposto a cada menina. Sim, que passa de geração para geração. Que, entre outras coisas, associa assuntos financeiros a uma característica masculina e, sim, nos faz acreditar (ainda que inconscientemente) que sempre haverá alguém a cuidar da gente.

A proposta da metodologia de Denise é ensinar a cada leitora a aumentar seus ganhos, repensar seus gastos e investir para o futuro. Mas graças a muitos exemplos de casos reais percebemos que é necessário sacudir nossas crenças e sair do piloto automático. JÁ! De bônus, o livro fala também de como fazer seu trabalho valer mais, de como praticar networking de forma inteligente, de como se inspirar e produzir melhor. E ainda sobre resiliência, negociação e tudo que ter um lastro financeiro te traz de positivo. É uma libertação!

Clique aqui para garantir o seu…

Ganhar Gastar Investir

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…