ALE GARATTONI

Mãe da Maria Helena, profissional de branding e apaixonada por moda e beleza! Meu blog é o espaço "hora do recreio" no qual divido dicas, inspirações, apostas no universo das it girls e minha vida primeira pessoa na maternidade.

Lifestyle

Dez curiosidades sobre a stylist das Kardashians

31 de agosto de 2015

Neste fim de semana, Khloé Kardashian fez uma declaração de amor perante seus mais de 30 milhões de seguidores no instagram. Não, não se tratava de nenhum novo pretendente, mas sim de Monica Rose. A stylist ‘faz parte’ da família Kardashian há quase dez anos e assina looks de todas as irmãs. Na tal imagem do instagram, Khloé reconhece que enlouquece a profissional com centenas de mensagens – mas o resultado compensa! Embora esteja mais nos bastidores, Monica, com o aval das irmãs mais comentadas do planeta, já é uma personalidade: só no insta, já são mais de 600 mil seguidores. Eis um pouco mais sobre ela…

Monica Rose

QUANDO TUDO COMEÇOU
Em 2007, Monica conheceu Kim em um ensaio para a revista Complex. Tempos depois, depois de encontros e desencontros, todas as irmãs – incluindo as caçulas Kendall e Kylie – se tornaram clientes da stylist. Pouco a pouco, respeitando o estilo de cada Kardashian/Jenner, Monica foi lapidando as imagens das moças. É ela que está por trás do novo visual de Kylie.

Kim Kardashian

COLORIDOS OU NEUTROS?
Quem vê as Kardashians pode pensar logo nos looks coloridos, certo? Mas a preferência pessoal de Monica gira em torno de tons como branco, preto, marrom, nude e cinza. É só dar uma olhadinha em seus painéis do Pinterest que isso logo fica {muito} evidente!

O CLIENTE EM PRIMEIRO LUGAR
Seu trabalho, claro, é lapidar o estilo pessoal de cada cliente – além da família Kardashian, ela atende também Giuliana Rancic, a apresentadora que é musa do tapete vermelho nos Estados Unidos. Mas Monica jura que não se deixa influenciar além da conta pelo fato de atender pessoas ultra-famosas que estão 24/7 na mídia na hora de montar os looks: o que vale mesmo é o que as clientes amam e o que as deixa felizes e satisfeitas.

MINI-FASHIONISTAS
Monica é mãe de Alaia Rose (5) e Salvador Lukas Barbier Jr (2). Como era de se esperar, exercita seus dons fashionistas com os pequenos, o que faz com que eles tenham se tornado os mini-favoritos dos fotógrafos – incluindo os de street-style.

filhos Monica Rose

SE CONSTRUIU COM ESFORÇO PRÓPRIO
Monica não sabia nem o que era um showroom quando decidiu que queria trabalhar com moda. Começou do zero, montando looks de graça e usando roupas do seu próprio closet para fotografar modelos. Em entrevista para a Complex, admitiu que nunca teve um plano B: ou chegava onde queria ou chegava onde queria!

MARCA-REGISTRADA: SENSUALIDADE
Com a clientela que tem – as maiores representantes do estilo mais sensual nos looks –, o tópico dispensa apresentações, né?!

Khloe e Kylie

ACERVO PESSOAL
Boa parte de seu próprio closet é montado com peças que comprou para as clientes e não serviram. Como raramente tem tempo de ir ao shopping, acaba aproveitando os itens dispensados para montar seus próprios looks.

HABITUÉE DE BRECHÓ
A stylist ama tudo que é vintage: bolsas, roupas, acessórios… Peças antigas, inclusive, estão entre os presentes que ela sempre ganha do marido, o ex-skatista Sal Barbier.

Monica Rose

COLEÇÃO FAVORITA
Bolsas Chanel! Mãe, filha e avó são fascinadas pela marca francesa e a coleção do trio inclui algumas que são passadas de geração pra geração.

MÃE DE FAMÍLIA
Workaholic, empreendededora, profissional self-made, sim. Mas o verdadeiro lado A de Monica é a maternidade: sua filha Alaia tem três livros prediletos que são lidos pela mamãe todas as noites na hora de dormir. A pequena também adora acompanhar a stylist ao shopping para as compras de trabalho – “Ela me ajuda pegando o que eu peço nas prateleiras e adora ficar experimentando sapatos de salto alto!”, disse Monica em entrevista para o The Coveteur.

Monica Rose e filha

Monica Rose e filho

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Emprego dos Sonhos

Emprego dos sonhos? Um up na carreira em cinco passos

27 de agosto de 2015

Você busca o primeiro emprego? Um estágio dos sonhos? Por mais que digam por aí que a oferta de candidatos é muito maior que os postos disponíveis, é preciso admitir: encontrar iniciantes bons, dispostos e com vontade de aprender e trabalhar de verdade não é tarefa fácil. E muita gente boa, às vezes, acaba perdendo oportunidades de primeiros passos por erros bobos em um preenchimento de currículo, em uma postura na entrevista, em uma postura nos meses de experiência.

Como sempre trabalhei com equipes jovens – e como eu própria fui, durante um bom tempo da juventude (!!), uma semi-perdida profissional –, textos sobre mercado de trabalho aparecem entre meu  conteúdo desde o ItGirls {o livro tinha, inclusive, um capítulo exclusivo sobre isso}. E é para estes iniciantes que escrevo o post de hoje…

emprego dos sonhos
imagem via Shutterstock

CINCO PASSOS RUMO A SEU EMPREGO DOS SONHOS
* Ler revistas de outras áreas: se você estuda moda e lê Vogue ou se você estuda administração e não perde uma edição da Exame, ótimo! Mas é preciso ir além. Repertório do seu próprio mercado é pré-requisito; o diferencial é ir além!

* Eleger um mentor: ter por perto pessoas que admiramos e que estão alguns anos a nossa frente serve como um leme que guia o barco. Pode ser um chefe, mas também alguém menos próximo – trate de observar, absorver e aprender tudo que puder com seus comportamentos, escolhas e atitudes. No mínimo, você sairá inspirado.

* Ter vida própria – viva o ócio criativo: sim, ser um jovem profissional comprometido e dedicado é excelente para sua trajetória profissional. Mas não se transforme em um workaholic, não assim tão antes da hora! Especialmente em época de construção de perfil profissional, é importante ter vida própria, hobbies, tempo para si e para experimentações. O ócio é importante para a construção do seu repertório e da sua criatividade.

* Toda a atenção a comunicação (oral e escrita): leia muito, leia tudo, leia mais. Quem lê bem escreve bem. E fala bem. Muitas pessoas são desclassificadas de imediato por conta de erros graves de texto ou falta de vocabulário.

* Cuidado com os rótulos: na teoria do branding pessoal, uma imagem pessoal se constrói com rótulos, espécie de etiquetas que grudam em alguém – o engraçado, o super-pontual, o nerd, o desligado. Pense estrategicamente sobre sua marca desde o começo de sua vida profissional e garanta que apenas os melhores rótulos grudem em seu perfil (especialmente porque alguns rótulos negativos levam séculos para serem revertidos).

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Vida de voguette: a editora de joias Grace Fuller

26 de agosto de 2015

Lááááá atrás, na década passada (!!!), o ItGirls sempre trazia nomes menos óbvios dos expedientes das revistas e dos quadros de funcionários de empresas fashionistas. Meu interesse por essas personagens começou antes de algumas delas se tornarem musas de street style e afins: era curiosidade mesmo, herança da época em que eu decorava os nomes das editoras das minhas publicações favoritas ainda na pré-adolescência. Na semana passada, fiz esse post sobre a voguette francesa Jennifer Neyt e gostei de matar a saudade desse formato. Algumas pessoas também me falaram que eu devia fazer mais vezes. E aí eu me empolguei, oras…

Grace Fuller

Grace Fuller tem uma carreira de destaque no time da Vogue americana. Até o ano passado, era assistente de moda, mas logo começou a chamar a atenção (olá, Miranda Priestley!) e, em maio de 2014, veio a promoção: escalada para a equipe de acessórios, Grace é hoje editora de joias da revista.

Curiosidade: a transição na carreira também foi marcada por uma mudança no visual. O diretor digital criativo da Vogue sugeriu que a voguette se inspirasse em Grace Kelly e aderisse ao icônico tom de loiro da atriz-princesa. Desafio aceito e, voilà, até a própria Grace Fuller se surpreendeu: “Meu Deus, sou eu mesma? Só poderei usar Oscar de la Renta agora!”, brincou em matéria para o site da Vogue – seria um caso antes e depois de Andy Sachs da vida real?!

Grace Fuller

Grace já declarou em matéria da revista que as joias são uma extensão dela – nunca as tira, às vezes acrescenta algumas, eventualmente elimina algumas do conjunto total, mas nunca fica sem nada. O posto na editoria de acessórios não poderia ter sido mais acertado!

Grace Fuller

Em tempo: em seu instagram {@gracefuller}, ela, como todas as editoras de acessórios, costuma reunir uma ótima curadoria de novas descobertas. Vale ficar de olho.

instagram Grace

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…