ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

O novo Club Med de São Paulo – dez destaques aprovados!

16 de agosto de 2017

Em julho, no início das férias de inverno, fui convidada para conhecer o mais novo Club Med brasileiro. Inaugurado há menos de um ano perto da cidade de Mogi das Cruzes, em São Paulo, o Lake Paradise é uma ótima pedida para uma fugida rápida da cidade – de carro, são menos de duas horas entre a capital e o hotel. Engraçado que sempre liguei o conceito do Med a praia no verão ou neve no inverno, mas testar uma versão campo no friozinho paulistano de julho me surpreendeu em todos os sentidos: dá pra ter as mesmas características padrão da rede (atendimento, esportes, showzinho noturno, mini-club para crianças etc) com uma nova proposta. Definitivamente, eles sabem receber e entreter todas as idades!

club med lake paradise por ale garattoni

AULAS DE CIRCO E TRAPÉZIO
Nas temporadas de férias, o destaque fica por conta da escola de circo. Os artistas eram super atenciosos e pacientes com as crianças, MH apenas amou testar cada atividade – ficou de fora apenas do trapézio porque suas perninhas curtas atrapalharam a subida!

club med lake paradise por ale garattoni

club med lake paradise por ale garattoni

club med lake paradise por ale garattoni

club med lake paradise por ale garattoni

club med lake paradise por ale garattoni
As perninhas ainda curtas atrapalharam na subida e MH não chegou até o trapézio! Se mamãe neurótica gostou disso?! Não nego nem confirmo! 😛

MINI-CLUB
Quem viu meus insta-stories durante o fim de semana deve ter percebido: MH só queria, óbvio, saber do “cublinho”! Trata-se de um espaço sob medida para as crianças a partir de 4 anos, com G.O.s e ampla programação de atividades. Não cheguei a deixar MH lá sozinha, mas achei estrutura e atendimento super bons (e vi crianças já do tamanho dela).

club med lake paradise por ale garattoni

RESTAURANTES
Também seguindo o padrão mundial do Med, há um restaurante (enorme!) principal, com uma variedade infinida em formato buffet, e outro que funciona sob reserva com pratos a la carte. Do café da manhã às sobremesas, tudo que comi estava muito bom – passei longe de dieta nestes dias, mas havia também uma ótima variedade de saladas! Há também bares servindo comidinhas rápidas entre os horários das refeições principais.

ESPAÇO FÍSICO
O que mais me surpreendeu e superou minhas expectativas foi mesmo o espaço cheio de natureza. O lugar é lindo, no meio de um campo de golfe, cercado por um lago enorme. Para recarregar qualquer bateria!

club med lake paradise por ale garattoni

club med lake paradise por ale garattoni

club med lake paradise por ale garattoni

ATIVIDADES ESPORTIVAS
Um dos pontos fortes do Club Med é mesmo a parte de esportes. Além do trapézio e das tirolesas (uma especial para os pequenos!), tinha aulas variadas todos os dias e atividades no tal lago lindo!

club med lake paradise por ale garattoni

CLIMA À LA MED
Como já postei no instagram, acho fenomenal como o padrão da rede se percebe em cada detalhe (#branding!). Aquele clima animado, com funcionários sorridentes, os showzinhos de humor inocente no fim do dia… juro, acho o máximo! E ainda rola um fator nostalgia de quando eu era adolescência e amava tanto a proposta que o sonho da minha vida era ser G.O.!

ATENDIMENTO SEMPRE GENTIL
Essa é parte do tópico acima: cada funcionário era simpático, atento e disposto. Parece algo óbvio, mas nem sempre é o que acontece em um hotel.

club med lake paradise por ale garattoni

ALEGRIA DE BLOGUEIRA: UM ÓTIMO WIFI
Em tempos de mídias sociais, quem consegue se desconectar?! O wifi funcionava em toooda a enorme área do hotel, do quarto ao lago. Há duas opções, sendo a mais simples gratuita dentro no sistema all-inclusive do hotel.

CUSTO-BENEFÍCIO
O Med Lake Paradise segue o esquema all-inclusive – refeições, atividades, frigobar, wi-fi, esportes, tudo está incluído no valor da diária e não precisamos lidar com dinheiro quando estamos lá dentro. Especialmente em comparação com outros hotéis paulistas nesta proposta, o custo-benefício é muito bom.

DISTÂNCIA DE SP
Em menos de duas horas de estrada, se chega ao Club – e quem viaja com criança pequena sabe que isso é uma baita vantagem!

Em resumo: valeu muito a visita e, com certeza, se tornou uma das melhores opções para um passeio pertinho de São Paulo com crianças! Mais detalhes estão no site oficial.

club med lake paradise por ale garattoni

club med lake paradise por ale garattoni

club med lake paradise por ale garattoni
e tem até uma capelinha!

fotos Rodrigo Zorzi

 

{Viajei ao Club Med Lake Paradise a convite da assessoria do hotel. O texto reflete minha opinião pessoal e nenhuma compensação financeira foi recebida. O post não envolve nenhum tipo de ação comercial.}

SaveSave

SaveSave

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Festa Moana: o aniversário de quatro anos de MH

8 de maio de 2017

Quem acompanha o blog há mais tempo sabe meu estilo favorito de festinha de aniversário para minha filha: pequena, caseira, “feita por mim”. Foi assim no primeiro ano (Jardinzinho da MH), no segundo ano (Três Porquinhos na escola; Peppa Pig para a família carioca), no terceiro ano (um bolinho simples em casa). Desta vez, no entanto, tudo diferente. Em seu quarto aniversário, senti que MH já entendia mais, já curtia e esperava pela comemoração. E há meses ela vem dizendo que sua festa seria “no buffet” – um claro reflexo dela estar frequentando as festinhas dos amiguinhos, óbvio. E eu paguei minha língua e embarquei no sonho dela, um claro reflexo da… maternidade!

festa Moana Ale e MH

E quando digo que embarquei, embarquei com tudo mesmo. Fiz a festa Moana para ela. Fiz a festa para agradar as crianças. Esqueci qualquer desejo de imagens pinterísticas, de fotogenia, de qualquer coisa que fizesse o meu próprio estilo. Não foi festa para sair em blogs especializados, não foi festa para bater recorde no Pinterest, não foi festa para atrair suspiros de inspiração. Em cada detalhe, as escolhas eram para os pequenos. E posso falar? Foi a melhor coisa que fiz, nunca vi minha MH tão feliz e empolgada, ela curtiu cada segundo. E eu também, porque muitas vezes é só isso que importa. Neste post gigante, vou compartilhar cada detalhe!

festa Moana mesa

A ESCOLHA DO BUFFET: ALÉM DO CIRCUITO ÓBVIO
Sempre digo que não existe conceito mais relativo do que o caro e o barato, cada um sabe seus próprios limites e eles envolvem, inclusive, um ranking de prioridades. Eu não consigo dizer que uma festa em buffet infantil é um gasto baixo, porque realmente não acho que seja, mas acredito ter conseguido o melhor custo-benefício possível graças a um fato: arrisquei sair do circuito mais óbvio, escolhi um buffet que não faz o estilo lúdico-sem-eletrônicos que é tendência do momento e arrisquei ao fechar com um que até então não conhecia. Podia ter dado super errado, mas sexto sentido de mãe não se engana e eu fiquei super, super satisfeita.

festa MH

A ESCOLHA DO BUFFET: COMO E POR QUE FECHEI NESTE
Minha pesquisa começou orçando, sem exagero, quase vinte buffets diferentes. E logo aprendi que a variação de preços é enorme: recebi orçamentos de X a 5X. A minha disponibilidade era gastar até 2X. Avaliei todos que estavam nessa faixa – um pouco mais, um pouco menos –, priorizei os mais próximos da escola atual dela e escolhi três para visitar. Detalhe que o meu eleito quase não foi incluído na lista, pois o site, instagram e fotos são bem ruins (olha aí a importância do branding digital!), mas instintivamente fui até lá e achei super ok. Estava em dúvida entre dois, sendo que o outro fazia parte do circuito lúdico do momento, custava uns 30% a mais, mas estava ainda no meu budget. O que me fez bater o martelo? Atendimento! Fiquei encantada com a atenção, simpatia e disponibilidade em servir da funcionária Marina, que merece todos os elogios – e, olha, um aumento de salário, pois foi por ela que elegi este! Enquanto ela ganhava todos os pontos comigo, o segundo concorrente fazia um estilo mais blasé e, mesmo eu sendo prática e objetiva, prefiro empresas que fazem questão de cada cliente. Nosso eleito foi o Magic Joy, em Moema. Amo TUDO nele? Não! Mudaria algumas coisas? Certamente. Mas o capital humano deles (tanto a Marina quanto os animadores e gerente do dia da festa) é excepcional e fez cada centavo do investimento valer muito a pena. Preço justo, serviço ótimo, as crianças (que mais importavam!) amaram a combinação do brinquedão lúdico (que nós, mães, tanto gostamos) com a tirolesa e um ou outro eletrônico, como a roda-gigante de cupcakes. Se a empresa investir no Instagram e nas fotos de divulgação, certamente crescerá em preferência. E merece.

festa MH

DECORAÇÃO + LEMBRANCINHAS + FOTOS
Embora o buffet já ofereça várias opções de decoração de mesa incluídas no pacote, eu optei por uma não incluída, que foi minha favorita no tema eleito por MH. Ela é feita pela decoradora Cleuza Ferreira (eu entendia zero desse universo, mas depois a encontrei também no insta @cleuzaferreiradecoracoes e gostei de seu estilo). Para as lembrancinhas, meu intuito é que fossem de fato lembrancinhas (sem exagero!) e que fossem úteis de alguma forma para as crianças. Como elas estão na fase de escrever as primeiras letras e usam a lousa para copiar na escola, escolhi mini-lousinhas temáticas. Fiz também canequinhas personalizadas no tema. Lembrando: nada pinterístico, mas sim itens que sempre têm utilidade! Encomendei ambos em um fornecedor que encontrei no Elo7, preço bom e atende a proposta. O vendedor foi rápido, correto e eu recomendo – seu instagram é @festinhalegal. Por fim, a última fornecedora – e mais importante! – envolvida: todas as fotos deste post (exceto estas das lembrancinhas, amadoramente feitas por mim mesma!) estão entre os registros oficiais da festa feitos pela fotógrafa de família Mel Albuquerque (@melalbuquerquephotography). Não tenho nem palavras para elogiar a qualidade de seu trabalho, das imagens em si à postura e sensibilidade para clicar crianças.

festa Moana lembrancinhas

LIÇÕES APRENDIDAS: O QUE ACERTEI E RECOMENDO
Para a primeira festinha infantil que fiz nesse formato, acho que o saldo foi super positivo – vi que cada criança aproveitou do início ao fim. Mas destaco três escolhas específicas que me deixaram feliz:
• Décor especial à parte: em uma festa infantil, a mesa tem peso especial – ela serve de cenário para muitas fotos e dá o tom do tema escolhido. No dia em que fui ao buffet fazer a degustação, vi a decoração de uma festa e quase me arrependi de ter arriscado na escolha. Como faz diferença a questão estética! Também contratei à parte décor de bexigas para as mesas. Acho que quanto mais a gente puder fazer nesse sentido, mesmo que sem o tal intuito pinterístico, ajuda especialmente no efeito das fotos.
• Lista com mais pessoas: a festa de MH teve quase 100 pessoas presentes, sendo cerca de 30% crianças. Boa parte dos pacotes fixos dos buffets inclui 50 convidados (contam como pagantes pessoas a partir de 5 anos). O fato de optar por um cujo pacote inicial tinha valor menor, me permitiu eventuais extras ainda dentro do meu budget estipulado. E nesse formato buffet, eu acredito que a festinha mais cheia seja melhor em todos os sentidos – incluindo aí o fato de que MH pode convidar todos os amigos da escola atual, os da escola antiga, amiguinhos de prédio e também alguns filhos de amigas minhas, além da família, claro.
• Fotógrafa especialista: já havia contado no insta @togravida sobre minha satisfação de ter optado por uma profissional que tem foco oficial em fotos de família – o que inclui festas de aniversário. Tenho certeza que isso garante um enorme upgrade no resultado. E, no fim, são os registros que ficam, né?! Mais uma vez, recomendo mil vezes o trabalho da Mel Albuquerque.

festa Moana parabéns MH

LIÇÕES APRENDIDAS: O QUE EU FARIA DIFERENTE
Meus erros foram todos de principiante, de alguém que não sabia bem como funcionava. E todos têm a ver com a decoração – porque não precisa ser pinterístico, mas quanto mais fotogenia envolvida melhores tendem a ser os registros fotográficos. Na próxima oportunidade (ainda vou tentar fazer MH passar a escolher viagem em vez de festa!!!), eu não dispensaria…
• Bolo temático: puro erro de iniciante, nem me toquei de que o bolo que fazia parte do serviço do buffet seria um sem-tema. Certamente faria os bolos belos que fiz nos anos anteriores!
• Mais doces: pela mesma razão acima, não sabia como seria a questão dos doces na mesa. Vale pontuar que o buffet escolhido tem por padrão não colocar nada de doce na mesa, apenas servir em bandejas – como assim mesa sem docinhos para as crianças roubarem?! Insisti nisso e eles colocaram, mas numa próxima eu certamente faria doces extras: vi depois uns com tema Moana no instagram e me arrependi muito, eles teriam deixado a mesa mais linda.
• Mais décor nas mesas de convidados: contratei décor de bexiga para as mesas e fui convencida de que não seriam necessárias toalhas. Achei que fez falta. Tinha uma referência Moana de mesas com estampas naquele clima polinésio e gostaria de ter feito.

Nada, no entanto, comprometeu meu nível de satisfação. Cada detalhe da festa atendeu ao objetivo central: fazer a aniversariante muito feliz!
p.s. e mamãe satisfeita com o custo-benefício do que foi investido, tudo muito justo!

festa Moana barco

FICHA TÉCNICA
{Gostaria de reforçar que todos os fornecedores foram integralmente pagos por mim, sem nenhum tipo de parceria. A maioria deles nem sabe que tenho blog e muito menos que eu escreveria sobre. Não que eu ache que isso invalida uma dica, mas como essa é uma prática super comum hoje em dia na internet, quis pontuar que não foi o nosso caso aqui!}

Buffet: Magic Joy Moema
Decoração: Cleuza Ferreira
Fotos: Mel Albuquerque
Lembrancinhas: Festinha Legal
Vestido MH: Trois Petit

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Diário MH a Bordo: um sábado no Grande Hotel São Pedro

19 de junho de 2016

Expectativas pra lá de superadas: essa seria a melhor expressão para definir minha experiência no Grande Hotel de Águas de São Pedro, cidade a 180km de São Paulo, onde passo este fim de semana. Não sabia quase nada do lugar quando cheguei para conhecer a nova área que incluiu o parque aquático, inaugurada nesta sexta-feira (17.06), mas achei que seria uma programação legal para minha MH – especialmente depois de uma temporada de tanto frio paulistano. Pois nos surpreendemos positivamente com tudo. Do espaço às atividades super kids friendly, passando pelo atendimento super gentil e por detalhes como um wi-fi excelente, nada fica fora da listinha de elogios sinceros!

MH Grande Hotel São Pedro

MANHÃ: BRINCANDO COMO ANTIGAMENTE
A programação deste sábado (18.06) resume por que o hotel é ótima pedida para quem tem crianças. Acordamos cedo e, depois de um café da manhã daqueles (nem tenho o hábito de comer logo que acordo, mas a ‘curadoria de delícias’ era irresistível!), descemos para a área das salas de atividades infantis – que são separadas por faixa etária. Da salinha fechada direto para uma grande quadra ao ar livre, onde bambolês e bolas distraíam até o sol esquentar o suficiente para irmos conhecer o novíssimo parque aquático.

MH Grande Hotel São Pedro

MH Grande Hotel São Pedro

MEDALHA DE OURO EXTRA
O time de monitores dá um show à parte com disposição sem fim para comandar atividades diferentes que envolvem os pequenos. Destaque para Mariana, a tia Maricota: além do dom natural para trabalhar com crianças e da energia impressionante, ela tem um carisma especial – MH não pode vê-la que vai em sua direção como se tivesse um ímã (e olha que MH é super reservada e tímida, não se envolve rápido assim normalmente!).

MH Grande Hotel São Pedro

MH Grande Hotel São Pedro

MEIO-DIA: DIVERSÃO NA ÁGUA
Um pouco antes da hora do almoço, o sol garantiu duas horinhas ótimas na área dos brinquedos aquáticos, que, além de ultra-divertida (e segura) para os miudinhos, é também super fotogênica. Foi um overposting incontrolável no meu instagram @alegarattoni: as fotos da turma de blogueiras convidadas para este fim de semana de presstrip estão reunidas na hashtag #MomentoGrandeHotel.

MH Grande Hotel São Pedro

MH Grande Hotel São Pedro

MH Grande Hotel São Pedro

DIETA, NEM PENSAR
A turma que conta calorias pode se programar para suspender a rotina por aqui. Além dos (nada) básicos café da manhã, almoço e jantar, há diversas programações extras, como chá da tarde e piquenique com carrinhos de pipoca e algodão-doce entre uma refeição e outra. Há ótimas seleções de saladas e frutas, mas, por favor, nem pense em ficar só nelas!

MH Grande Hotel São Pedro

PARA PEQUENOS E PARA OS CRESCIDOS
Até o fim do dia, há atividades para quem quiser. Degustação de vinho em frente a uma fogueira e até um circo improvisado que divertiu os mini-hóspedes fizeram parte da programação neste fim de semana.

MH Grande Hotel São Pedro

TOP 5 DESTAQUES
* Para os mini-hóspedes: a atenção para crianças é enorme, tanto nas instalações apropriadas quanto na equipe ótima que comanda as atividades
* Excelência no serviço: a equipe é mega simpática e eficiente, de se merecer destaque mesmo em uma área – como a hotelaria – naturalmente voltada para o bom atendimento
* Conectados 24 horas: wi-fi de hotel muitas vezes deixa a desejar; posso dizer que esse foi um dos mais rápidos e potentes que já vi no mundo, sem ter nem mesmo que ficar re-digitando senha toda hora (a rede é aberta e disponível em todo o hotel)
* Momento mulherzinha: o Health Club tem uma seleção de banhos sulfurosos – é uma estância hidromineral, afinal! – e massagens para todos os gostos, delícia!
* Vale cada caloria: o waffle de doce de leite no café da manhã já mostra por que devemos entrar no modo “comendo sem culpa” por aqui

Em resumo?! Digo, sem medo de exagerar, que é uma das melhores pedidas para quem tem crianças perto de São Paulo!

MH Grande Hotel São Pedro

{Viajamos ao Grande Hotel São Pedro a convite do hotel. O texto reflete minha opinião pessoal e nenhuma compensação financeira foi recebida. O post não envolve nenhum tipo de ação comercial.}

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…