ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

Dez coisas que aprendi depois de mudar meu estilo de vida

12 de fevereiro de 2014

Meu primeiro post de 2014 decretou e eu segui: o novo ano pedia também um novo estilo de vida, uma nova relação com meu corpo, uma novíssima relação com minha alimentação. De lá pra cá, um mês e pouco se passou, quatro quilos foram mandados pra longe de mim, meu condicionamento melhorou e meu organismo aprendeu a reconhecer o joio e o trigo no que diz respeito a alimentos. Não, nunca fui radical, nunca abri mão de uma pizza semanal, não deixei de pular a ida à academia se o sono era maior. Mas fui disciplinada, persistente e aprendi a viver nesse novo estilo – e, vejam só, amei, já me peguei até indo à academia no sábado.

Carol Buffara

Mas com toda esta nova história aprendi que há limites, para um lado e para o outro, e respeitá-los é fundamental:

1) Nosso paladar muda junto com a decisão de buscar novos paradigmas para a alimentação. E um prato de folhas com alpistes – temperado com azeite, s’il vous plaît! – pode ser delicioso!
2) É preciso ter regras, mas é fundamental se permitir momentos fora das regras. Ninguém aguenta viver militarmente – e, ainda que aguente, não merece!
3) Até para fugir das regras é importante saber o limite da fuga. Existe uma linha imaginária que separa a transgressão saudável da exagerada. E um corpo reprogramado para uma vida mais saudável sente MUITO mais os efeitos de uma alimentação equivocada.
4) Imagens bonitas inspiram. Sejam metas, sejam apenas colírios para os olhos, não importa. Procure perfis bacanas de fitness no instagram, eles podem ajudar a acordar com mais determinação.
5) Estipule auto-metas: “só vou comprar roupa nova quando atingir tal peso”, “quando bater a meta x vou me presentear com um day spa”. Motivação extra é sempre muito bem-vinda!
6) Busque ajuda profissional, sempre. Muitas vezes o erro não está no que se come nem mesmo na quantidade de calorias, mas sim na combinação de alimentos e na rotina de refeições.
7) Por falar em rotina, ela é 80% do segredo do sucesso. Hora pra comer, hora pra malhar, hora pra dormir… ajuda tanto!
8) Saiba exatamente o que você quer e vá até lá: quer aprender a correr? Quer perder peso? Quer definir as pernas? Cada objetivo, uma sentença.
9) Uma transgressão por vez: se foi dia de pizza, que seja dia de malhação intensificada. A lei da compensação é quase um clichê quando se fala deste tema, mas é verdade verdadeira.
10) Nunca, em nenhuma hipótese, vire uma radical monotemática que só fala de receitas, de suplementos, de treinos, de roupa de fitness. É chatíssimo! Tenha repertório, leia sobre assuntos variados, tenha papos diversos. E saiba conversar até sobre qual o melhor hambúrguer do mundo com prazer!

p.s. to louca pra ler o novo livro da Carol Buffara, que será publicado em breve pela mesma editora que lançou o ItGirls em 2010.

livro Carol Buffara

{imagens: instagram @carolbuffara}

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

A barriga mais desejada do {meu} instagram

7 de fevereiro de 2014

Falem o que quiser, o tema anda meio polêmico, mas, desde que eu comecei a ir à academia, no começo do ano, eu assumi uma espécie de guilty pleasure: seguir perfis de imagens fitness no instagram! Sei que há quem se irrite com barrigas negativas em close ou pernas super trabalhadas em destaque, mas, para mim, essas imagens têm um efeito positivo – passo por uma delas na timeline e aumento a velocidade da esteira (tudo sob controle, com responsabilidade, CLA-RO!). É como se fosse um dispositivo anti-preguiça e, como comentei com uma leitora por aqui dia desses, não encaro estes corpos perfeitos como meta, mas como uma inspiração. E quem não precisa de inspiração?!

Foi assim, aceitando as indicações que um perfil fitness faz de outro e de outro que dei print em uma barriga dos sonhos (que veio até ilustrar meu primeiro post do ano, lembra?!). Dias depois, em uma outra arroba qualquer, me peguei dando mais um print em outra barriga. Até que apurei quem era a dona da mesma e, mostrando que meu (bom) gosto é no mínimo coerente, descobri que se tratava de uma mesma pessoa.

Danni Belle

Danni Belle (@dannibelle) é australiana, tem 19 anos, estuda Direito e, graças a seus selfies de corpo perfeito, já acumula 43 mil seguidores no instagram – e o número segue crescendo! Vez por outra, compartilha também seus hábitos alimentares e conta um pouco de seus treinos: ela jura em nome do whey que não há nada de tão radical assim!

Que venham os pessimistas me dizer que é impossível ter essa barriga negativa depois dos vinte anos, que pra ter esse corpo só malhando seis horas ao dia, que basta comer algo além de alface com alpiste pra ver esse plano (plano?! Ato falho!) se tornar impossível. Com todo respeito a eles, os pessimistas, eu não penso assim! E continuo me inspirando. Sem neuras, sem exageros, sem desrespeitar meu corpo e meus limites… mas se 2014 quiser me deixar com esse abdômen, eu tô aceitando, viu?!

Danni Belle

{imagens: instagram @dannibelle}

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Conselho para HOJE: espalhe coisas boas!

22 de março de 2013

O post desta sexta-feira vem pra encerrar a semana com uma injeção de boas energias. Calma, calma, não é nada de auto-ajuda ou algo do gênero! É só uma dica efetiva de como ver a vida ficar mais cor-de-rosa. A sua e a dos que te rodeiam, direta ou indiretamente. Não é força do pensamento, não é “O Segredo”. É ação e reação, simples assim.

história feliz

Dedico o post para a Natália Rodrigues, que me sugeriu a pauta lá no Facebook, ao comentar sobre pessoas que adoram compartilhar suas tragédias pessoais: “Dá até pra ser dica do It: você já contou uma história feliz pra alguém hoje? Um exemplo que deu certo? Uma coisinha, que, mesmo pequena, inspire outras melhores ainda?”, escreveu a Natália. E é sobre essa ideia, que vocês já devem ter percebido que é EXATAMENTE a que me guia aqui em todos os posts aqui do blog, que vou falar…

Guarde os problemas, espalhe as conquistas. Esqueça o medo da inveja, aposte na força de quem vibra com você. Ignore o que te desagrada, enalteça o que te alegra. Não faça mimimi em público – muito menos para o grande público da internet. Comemore! Não reclame do que não tem ou do que deu errado, foque em tudo que quer que dê certo. E, como disse a Natália, divida histórias e casos que inspirem outras pessoas, que tornem os dias delas mais claros, que levem esperança pra quem anda meio down. Nada disso é altruísmo, é só algo que, no fim das contas, tem efeito ainda mais poderoso pra quem dá do que pra quem recebe. Quanto mais coisa boa a gente passa adiante, mais coisa maravilhosa a gente recebe de volta, simples assim.

Para refletirmos e começarmos uma semana diferente na segunda-feira…

de repente 30 de hoje em diante, só quero boas notícias!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…