ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

Beauté em SP: tudo sobre o novo salão Dry Club

4 de setembro de 2017

Você já imaginou um salão de beleza sem manicures, sem sala de depilação e sem tesouras ou produtos químicos? Pois esse formato de espaço exclusivo para escovas, que já é tendência absoluta há tempos em Nova York, finalmente aterrissou em São Paulo! Em uma portinha charmosa numa rua tranquila do Itaim, acaba de ser inaugurado o DryClub. Quando você cruza a entrada, vai se sentir num paraíso (de beleza e de branding!), pode apostar: tudo, absolutamente tudo é pensado, em uma estética padronizada e caprichadíssima. O tom de rosa que é parte da identidade visual está nas paredes, nos detalhes e até nos secadores usados.

Dry Club SP

Quem me segue no instagram (@alegarattoni, tenho estado mais ativa por lá também!) viu em tempo real meu encantamento. Nunca entendi por que a gente não tinha por aqui esse modelo de serviço, que é focado, rápido e sob medida para quem não tem muita paciência para o programa “passar o dia no salão”. Daí que quando ele finalmente chegou ao Brasil, ainda era lindo e pertinho de casa, nem sei como traduzir minha alegria – alegria de cliente mesmo, nenhum envolvimento comercial (sempre bom lembrar nos posts em que elogio algo muito efusivamente, né?!).

entrada Dry Club SP

O processo é todo bem millenial, do início ao fim: nada de telefonar para marcar horário (obrigada, meu Deus!), você agenda tudo pelo aplicativo, incluindo que tipo de finalização vai querer. Sim, o cardápio traz um único serviço, mas em cinco opções distintas, do mais liso ao mais modelado. Entre lavagem, secagem e finalização, o atendimento dura 45 minutos e tem um preço também fixo (R$ 75) para todos os comprimentos e tipos de escova: a co-fundadora, Renata Merquior, me contou que isso é para acabar com aquela dúvida que – na subjetividade do longo x médio x extra-longo – a gente nunca sabe quanto vai pagar até chegar ao caixa de um salão. No site oficial, dá pra ver o menu e também os pacotes para quem já quer comprar várias sessões com desconto.

Dry Club SP

Dry Club SP

Testei e mais do que aprovei a finalização Uber Gisele, com cachos largos modelados na própria escova. Como brinquei lá no meu instagram, mesmo que eu saísse descabelada eu provavelmente ainda iria amar o conjunto da obra, porque cada detalhe encanta. Renata e sua sócia Bianca Latgé definitivamente pensaram em tudo, do ambiente gostoso aos iPads abastecidos com as principais revistas, dos ganchinhos para prender bolsas embaixo do balcão ao cheirinho delicioso dos produtos usados – todos com a marca própria do salão, sendo que shampoo e condicionador à base de óleo de coco já são vendidos também para usar em casa (ganhei essa dupla de presente e vou testar já, já!). Marca com tendência millenial que é, o Dry Club está também no instagram, onde compartilha inspirações e cliques de cabelos feitos no local. Difícil eleger o ponto mais forte!

Dry Club SP Cabelo Ale Garattoni

Dry Club SP

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

E o peeling no rosto ganhou versão “entrega em domicílio”!

22 de agosto de 2017

No mês passado, postei aqui sobre como tenho amado o efeito do peeling como parte do tratamento do rosto – pós-40, devo dizer, estou especialmente obcecada por cuidar da pele e este serviço é uma das minhas gratas surpresas recentes. Numa dessas sincronicidades da vida, logo depois começaram a pipocar aqui e ali lançamentos de produtos que exatamente cumprem a função de um peeling. Em casa!

peeling caseiro
imagem peeling via Shutterstock

Tal e qual as versões do consultório, o objetivo dos produtos caseiros é usar ácidos para fazer essa, digamos, “troca de pele”: ela descasca e, com o surgimento da nova camada, há melhora de textura e redução de manchas e marcas menos profundas. Não sou expert em química, mas deduzo que a concentração de ácidos seja menor no modelo “em domicílio”, até porque ele será usado por não-profissionais. E acredito, assim, que ele não substitui o tratamento em esteticista, mas somar esforços é sempre uma boa pedida, né?

Quem já tem?! No topo da wish-list está o lançamento da Lancôme: o Visionnaire Crescendo (R$ 489) promete pele mais uniforme, redução das linhas finas e brilho saudável em renovação visível após 28 dias consecutivos de uso. Já a fórmula do Peeling Facial Renovador em Gel TimeWise Repair da Mary Kay (R$ 259) pede utilização intervalada de no máximo duas vezes por semana e, também com base de ácido glicólico, faz uma esfoliação intensa.

Uma versão mais acessível é o Peeling Glicólico da Caudalie (R$ 169), que, em forma de máscara de uso semanal, tem foco central no controle da oleosidade – mas promete também clareamento e redução de poros e manchas na paralela. Por fim, a Kiehl’s colocou no mercado o seu Nightly Refining Micro-Peel Concentrate (R$ 338), indicado mesmo para peles sensíveis. A promessa da descrição? Pele nova, radiante e refrescada, graças a um processo de renovação celular noturna.

Importante: estes produtos com função peeling não devem ser usados em conjunto com outros ácidos. Tal e qual quando se aplica as versões de consultório, a pedida é escolher apenas sabonetes para peles sensíveis (tenho usado este pós-peeling ou pós-laser) e muita água termal durante o período de descamação.

SaveSave

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

O eleito de beauté das peles maduras que inspiram

14 de agosto de 2017

Sempre que vejo uma mulher que se destaca por sua pele – seja por tê-la muito bem tratata e/ou por aparentar menos idade do que realmente tem –, eu fico de antenas ligadas para saber o que ela faz. Ok, mesmo sabendo que uma boa parte desta qualidade se deve à sorte genética, quem resiste a descobrir uma receitinha infalível para copiar?

Há, no entanto, um fato que já começo a perceber: algumas das mais belas e bem-cuidadas mulheres maduras (acima de 50) são as que MENOS usam produtos, procedimentos e afins. Isso é em parte reflexo da mudança de hábitos, pois a partir da minha geração temos uma infinidade de opções, bem menos comuns ou acessíveis nos tempos da minha mãe, por exemplo. Vejo moças mais jovens que eu que, de tanto pesarem a mão, acabam naquele parênteses da “idade indefinida” – porque o exagero, sejamos sinceras, não rejuvenesce. Amo me cuidar, mas desde já estipulo quais são os meus limites para não passar do ponto (ter uma dermato confiável e lúcida ajuda bastante nessa meta!).

Voltando ao tema central do post, um famoso e simples sabonete de farmácia pulou na minha frente duas vezes recentemente. Em ambas, com um aval inspirador, que foi inclusive o que me fez prestar tanta atenção. O produto em questão? Trata-se do sabonete líquido Cetaphil, marca que há alguns anos é vendida também nas lojas brasileiras – por aqui, não é exatamente um “baratinho de farmácia” como nos Estados Unidos, mas também está longe de ser um grande investimento em comparação com os produtos premium.


clique na imagem acima para comprar!

Ele foi citado em um ping-pong que a blogueira americana Arielle Charnas fez com sua mãe, que aos 59 anos aparenta no mínimo uma década a menos. Carrie Nachmani compartilhou que ele é o seu “item de beleza oficial” na hora de lavar a pele do rosto. Na hora que escutei isso, imediatamente me lembrei que o mesmo Cetaphil havia sido citado por outro exemplo de case da beleza! Quem segue a musa do Snap Ciça Rego Macedo com certeza já se pegou impressionadíssimo com os declarados setenta e um anos de sua mãe, a doceira Denise do Rego Macedo. E, sim, na pia do banheiro de dona Denise, que é pra lá de básica com os cuidados da pele, reinava o bom e velho Cetaphil.

carrie nachmani
Carrie Nachmani: a mãe da americana “somethingnavy” é, aos 59 anos, adepta do sabonete!

Denise do Rego Macedo
Denise do Rego Macedo: acredite se quiser, ela tem 71! #MusaInspiração

Se é apenas uma coincidência, não saberemos, mas, pelo sim pelo não, estou pensando seriamente em migrar para a fidelidade diária a este sabonete (que já usei por uns tempos e adorava, por sinal). Mal não vai fazer!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…