ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

Por que me apaixonei pela Aesop…

20 de agosto de 2012

Eu sou metódica, organizada, programada – e isso sempre é potencializado em viagens. Por isso, já costumo embarcar com uma listinha pré-definida do que quero comprar: a regra vale pra (quase) tudo, mas nos cosméticos é ainda mais importante, já que as referências influenciam bastante os desejos de consumo. Toda essa introdução é pra explicar que, por influência do blog (que mais amo!) IntoTheGloss, saí do Brasil com dois ou três produtos da marca australiana Aesop nas anotações… Placar final? Voltei com cinco na mala e outros três na cabeça, num arrendimento master de ter controlado o que eu julguei ser apenas um impulso consumista de viagem.

São muitos os porquês da minha paixão atual – que é tão forte que meu marido já apelidou a marca de ALEsop! Provavelmente tem uma forte influência da minha vontade de ter uma marca de beauté, que, no caso, segue, no meu desejo íntimo, exatamente essa linha. A cara das embalagens e das lojas é de farmacinha do começo do século passado. Tudo é feito com ingredientes ultra-naturais e tem um cheirinho característico que denuncia isto. Por conta destas tais fórmulas, a impressão é de que tudo é mais leve. Mas a chave de ouro é mesmo o resultado: pra vocês terem uma ideia, quando fui comprar o que de fato estava na lista, a vendedora* me deu amostrinhas de um sérum que SALVOU o que parecia ser uma pele perdida – e em vias de descascar inteira – de alguém que exagerou no sol (não façam igual!) por seis dias. Depois de apenas um dia usando de manhã e à noite, a pele parou de descascar, ganhou textura diferente e ficou absolutamente hidradata e quase regenerada, juro!

Aesop produtos

O que comprei: sabonete líquido facial e tônico da linha Parsley Seed, carro-chefe da marca. Esfoliante de rosto Tea Tree Leaf, hidratante facial Camellia Nut e hidratante corporal Petitgrain Body Gel (outro forte aliado pra quem exagerou no sol).

O que queria ter comprado (me arrependi muuuito de ter deixado pra trás!): o tal sérum facial que me salvou citado acima, que também é da linha Parsley Seed e tem versão para o rosto (a que usei) e específica para os olhos – quero ambas! O Fabulous Oil, sobre o qual também tinha lido no IntoTheGloss, pois agora sei que nada na marca parece ter efeito oleoso. E a versão grande do meu hidratante corporal Petitgrain, pois à primeira vista achei que era muito enorme, mas a verdade é que o pequeno não vai durar muito tempo.

Dica bônus*: o mais legal é ir na própria loja da marca (são duas filiais em NY, eu estive na da University Place), pra conhecer o ambiente e o espírito da coisa. Mas minha primeira parte de compras foi feita na Barneys, onde fui atendida pela vendedora Olga, mega simpática, atenciosa e conhecedora da linha – foi ela que, mais do que me receitou, me fez experimentar o sérum salvador e o hidratante corporal pós-sol. Se for a Nova York e quiser conhecer a Aesop, não deixe de procurar por ela!

Aesop loja

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…