ALE GARATTONI

Carioca em SP, leonina, mãe da MH. Este blog é o meu hobby-recreio e aqui você vai ler posts que agradam aos olhos, à mente, à energia. Com beleza, suspiros e leveza! Cuide de sua alma e inspire-se, para ser & fazer melhor.

Lifestyle

Quem não ama uma lingerie linda?!

5 de julho de 2012

Durante muitos e muitos anos, eu só conseguia comprar sutiãs em viagens. Não, não era um luxo ou uma frescura – era necessidade, já que as peças nacionais não se adaptavam ao meu corpo com largura das costas e tamanho de bojo com-ple-ta-men-te diferentes! Por isso, comemorei MUITO quando conheci (com certo delay, eu sei!) a Loungerie no começo desse ano: finalmente posso comprar lingerie por querer e não por precisar, comprar sem planejamento, no impulso ou na hora que me der vontade. Tal e qual as marcas gringas, ela tem medidas separadas para as costas e para o bojo. E, não bastasse a funcionalidade que – pra mim – já significa MUITO, tudo é lindo, caprichado e delicado, do jeito que eu acho que deve ser uma lingerie. Nem básico demais nem feminino de menos, resumidamente falando.

Loungerie

Mas a impressão que tenho é que a marca não é a única que está mudando os conceitos por aqui. Outras empresas super tradicionais também têm trazido mais formatos, mais opções, mais variedade pra gente. Porque não sei se é apenas uma percepção pessoal, mas acho que durante séculos as lingeries brasileiras batiam numa mesma tecla (vamp x boring), sem jamais ampliar horizontes e paradigmas. E, não mais que de repente, bum… um monte de coisa legal tem surgido nesse mercado! Sorte nossa. Porque, falem a verdade, não precisa nem ser noiva pra querer usar as recém-lançadas peças de Wanda Borges pra Hope, né?! #ViciadaEmLingerie

Wanda Borges Hope

bônus: sempre bom relembrar que comprar lingerie nova, como você leu aqui, melhora muito nosso astral!

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…