Blog 'Emprego dos Sonhos'



Planilha de metas: o business plan da pessoa física

por Alessandra Garattoni em 19 de novembro de 2014
tags: ,

Foi no começo de 2012 que eu contei em um post sobre a planilha de metas que me tirou de uma fase super perdida profissionalmente e marcou o começo de quase tudo que conquistei na minha vida (pessoal e profissional). Era um texto super simples, sem grandes pretensões, mas que mostrava algo muito real e pessoal, com um resultado muito importante e significativo. E eu me surpreendo até hoje de ouvir/ler que leitores se inspiraram na ideia e fizeram suas próprias planilhas. O meu antes e depois teve um “durante” cheio de desafios, obstáculos e escolhas, mas tenho certeza que foi por ter oficializado meus desejos e metas por escrito que eu consegui o que, lá atrás em 2005, parecia perto do impossível para uma menina carioca sem grandes conexões na moda – escrever para a Vogue, publicar um livro e ser editora de uma revista eram apenas algumas dos tópicos super distantes da minha então realidade.

Daí que, dia desses, eu estava pensando sozinha e concluí que a planilha de metas sempre tão defendida por mim é uma espécie de business plan da pessoa física. Sim, porque qualquer pessoa que já tenha pensado em criar uma empresa sabe que o tal plano de negócios – relatório no qual você determina investimentos, expectativas de faturamento, processos a seguir, estratégias de marketing etc – é o ponto de partida mais básico e imprescindível. Deixá-lo de lado simplesmente não é uma opção. E assim deveria ser a planilha de metas para qualquer pessoa física.
{Vale ressaltar que o planejamento por escrito de metas é a opção de algumas das pessoas mais bem-sucedidas do mundo! Isso deve significar alguma coisa!}

planilha de metas – como montar

10 DICAS PARA O SUCESSO DA SUA PLANILHA
* Longo alcance: relacione tudo que quer, dos desejos mais simples aos mais audaciosos – “curto prazo” (o que dá pra fazer agora), “médio prazo” (vai pedir um esforcinho extra) e longo prazo (pede esforço e tempo, não depende só de você).
* Formato ideal: sempre gostei de usar o Excel, mas vale montar sua planilha em um caderninho, em uma folha A3, em um quadro de post-its e até no Notes do celular – o importante é que seja um formato confortável e “sempre a mão” na sua realidade
* Seja visual: separar as colunas de curto-médio-longo prazos com cores diferentes (minha tática eleita), usar imagens que ilustrem objetivos, referências e frases que te inspiram, qualquer efeito visual pode ajudar!
* Análise SWOT: na Administração a gente aprende sobre análise swot – relacionar pontos fortes, pontos fracos, ameaças e oportunidades. Vale colocar estes tópicos ao lado de cada meta, de forma a visualizar e planejar como melhor trabalhar para superar dificuldades e alcançar uma a uma.
* Plano de ação: pegue as primeiras metas na lista de curto prazo e trace um caminho – você depende de alguém? Precisa de algum pré-movimento específico? Pode fazer pequenas mudanças que ajudem no resultado? Não tenha medo de ser redundante ou excessivamente didático, quanto mais a gente visualiza, mais o cérebro ajuda a seguir (#NãoÉAutoAjudaMasSimNeurociência)!
* Números, use números: o salário exato que você quer ganhar em x anos, o número de acessos que quer ter no seu blog em x meses, o lugar no ranking que quer alcançar em x semanas. Mais uma vez, seja extremamente específico e registre tudo isso em números exatos e com embasamento.
* Coluna dos sonhos: pesar a mão e ir fundo nos sonhos que parecem mais distantes é parte da planilha (como eu disse, muitos dos meus eram exatamente assim em 2005). Separe uma coluna colorida especialmente para metas estilo “o céu é o limite”.
* Consulta constante: não basta fazer a planilha e deixá-la pra trás. Revisite-a, reedite-a, consulte-a frequentemente.
* Domingo à noite: ter uma agenda organizada a cada começo de semana com compromissos, planos de ação e lista de mini-metas ajuda muito a visualizar o mapa da mina.
* Data de validade: minha famosa primeira planilha foi escrita no fim de 2005 e recebeu o nome de “planilha 2011”, em alusão ao ano final de seu planejamento. É importante estipular uma data-limite e cinco anos me parece sempre um período bem interessante para um trabalho mais completo.



Você vai gostar também...


Décor dos sonhos: inspire-se com oito escritórios fashionistas famosos

por Alessandra Garattoni em 13 de novembro de 2014
tags: ,

Sim, por mais que este nunca tenha sido um blog de estilo pessoal ou no esquema “diário”, é impressionante como meu trabalho na internet é – e sempre foi – diretamente pautado pela minha própria vida, pelos meus momentos, pelas minhas prioridades da vez. E desde que dei o primeiro passo e vivi os últimos meses experimentando um espaço de co-working não paro de pensar em um escritório próprio, meu e só meu – e da minha futura equipe, claro! É do ser humano começar a pensar na próxima fase do videogame tão logo atinge a fase anterior, né?!

Entre referências coletadas ao longo dos tempos e outras novas adquiridas no Pinterest, minha pastinha anda lotada de ideias para 2015. E hoje compartilho alguns dos mais bacanas – e famosos – escritórios do povo das modas…

NET-A-PORTER
O e-commerce de moda mais famoso do planeta é referência também com sua sede dos sonhos em Londres

recepção Net a Porter

Entrada Net a Porter

Sala Net a Porter

reunião Net a Porter

WHO WHAT WEAR
Desde que foi clicado pelo site The Coveteur, em 2011, seu escritório e seu quadro-agenda não saíram da minha mente!

Recepção Who What Wear

mesa Who What Wear

quadro Who What Wear

INTO THE GLOSS
Minha musa-mor de empreendedorismo da internet repete no espaço físico a mesma estética minimalista perfeita de seu site de beleza

ITG

ITG recepção

ITG

ITG

THE COVETEUR
Atenção aos detalhes: o mesmo lema que pauta as imagens do site rege o escritório com ares de pasta do Pinterest

The Coveteur

The Coveteur

The Coveteur

MAN REPELLER
Leandra Medine até pode priorizar um quê boyish na hora de se vestir, mas o espaço de trabalho é super, super feminino em cada detalhe!

Man Repeller

Man Repeller

Man Repeller

FASHIONISTA
Um escritório pequeno, feminino e com cara de home-office serve de cenário para um dos sites de moda mais acessados do mundo

Fashionista

Fashionista

Fashionista

J.CREW
Apenas uma frase: amo o talento de Jenna Lyons, mas JAMAIS conseguiria produzir nada com uma mesa tão bagunçada! Mas a desorganização que já virou marca-registrada garante um estilo “vida real” ao espaço

JCrew

JCrew

NASTY GAL
A empreendedora do momento – Sophia Amoruso é também a autora best-seller de empreendedorismo da vez – salpica cores e frases (#amo!) pela decoração

Nasty Gal recepção

Nasty Gal

Nasty Gal lemas

Nasty Gal

Essa pauta me deu uma ideia… Quem também tem curiosidade de conhecer escritórios de moda e beleza brasileiros?! Que tal retomar esse lado ‘bastidores’ da tag Olho Mágico e sair a campo para fotografar onde trabalham algumas das mentes mais criativas do país?! Sugestões de empresas a “invadir” são bem-vindas nos comentários, me ajudem a planejar 2015!

imagens: OfficeLovin, Pinterest, Coveteur, OfficeDesign UK, The Cool Hunter, Hollywood Reporter, Refinery29



Você vai gostar também...


House of DVF: os bastidores da moda em novo reality show

por Alessandra Garattoni em 7 de novembro de 2014
tags: ,

Eu sou, desde sempre, muito chegada a realities que mostram os bastidores do trabalho na moda – ainda que de forma mais roteirizada do que afirmam ser. Quem acompanha meu trabalho na internet há mais tempo certamente vai se lembrar que eu era uma das grandes entusiastas e divulgadoras de The City, série que surgiu na última semana de 2008 e trazia uma até então pouco conhecida Olivia Palermo e a rotina de empregos dos sonhos em empresas de RP e revistas. Também assisti a Fashionistas Diaries, em que seis jovens americanos disputavam três vagas no mercado de moda e beleza. E fazia tempo que não via mais nada do gênero até que…

House of DVF vai escolher, entre oito participantes, uma menina para ser embaixadora da marca de Diane von Furstenberg. Ao que tudo indica, o reality segue a mesma fórmula que me conquistou nos dois citados no primeiro parágrafo: pitadas de realidade com o aspiracional que nos causa suspiro. Diane é uma mulher interessantíssima e só as cenas com suas observações já tornariam válida a experiência de acompanhar o programa. Por enquanto, só um capítulo foi ao ar, mas já tenho simpatias, antipatias e até uma pré-torcida. Para quem gosta de moda e quer trabalhar com isso, é sempre uma boa pedida ver que – em qualquer parte do mundo – a carreira na moda começa com tarefas bem, bem menos glamourosas do que sentar na primeira fila.

Comprei a série na Apple TV (precisa ter uma conta americana), mas acredito que logo, logo, deve aterrissar por aqui, já que é uma produção do E! – que tem trazido cada vez mais rápido suas séries para o canal brasileiro. Por enquanto, um preview do YouTube, aperta o play!



Você vai gostar também...