ALE GARATTONI

Mãe da Maria Helena, profissional de branding e apaixonada por moda e beleza! Meu blog é o espaço "hora do recreio" no qual divido dicas, inspirações, apostas no universo das it girls e minha vida primeira pessoa na maternidade.

Primeira Pessoa

De repente, 40: agora é pra valer!

4 de agosto de 2016

Lembro que em 2006 fiquei muito animada de fazer 30 anos, contando os dias mesmo. E, veja só, me peguei exatamente na mesma empolgação às vésperas dos 40, falando da nova idade desde janeiro. Tive “crise” (bem entre aspas mesmo) dos 29 e devo dizer que meu ano dos 39 foi um dos mais desafiadores em muitos sentidos, mas a virada de década propriamente dita só me traz alegria e um otimismo parecido com o da agenda de páginas branquinhas que abrimos pós-réveillon. Aniversário é um réveillon particular, aliás, sempre enxerguei assim. E mudar a dezena traz um fôlego do tipo passar fase difícil no videogame. É vitória!

Lembro também que quando viralizou aquele discurso do “Filtro Solar” eu estava nos meus vinte e poucos anos e me reconfortava muito a parte do “as pessoas mais interessantes que conheço não têm ideia do que querem fazer da vida aos 22”. Mas eu julgava um pouco mal o complemento que dizia que “alguns dos mais interessantes seguem sem saber aos 40”. Como assim alguém não sabe o que quer quando já é tão adulto assim, era isso que eu pensava. Lá atrás, ter 40 parecia como uma fase em que só gente muito perdida não tem tudo 100% definido e sob controle.

filtro solar discurso

Eu não me considero perdida, mas tampouco sou tão adulta como eu na época imaginava que alguém de 40 anos invariavelmente seria. Tenho experiências, gosto do que faço e estou bem satisfeita com a caminhada até aqui, mas estou longe de saber o que e como será todo o resto da minha vida. Ainda posso (e provavelmente vou!) mudar de ideia, tal e qual eu fazia aos 25. Ainda posso – e certamente vou – errar, tropeçar e dar com a cara na porta, tal e qual eu fiz aos 30. Já tiquei muitas linhas da planilha de metas, é verdade, mas ela, a planilha, nunca para de ganhar novas abas.

Sou menos reativa, menos ansiosa e menos mimada do que era na casa dos 20, mas tenho certeza que ainda faltam muitos pontos nesse boletim de vida. Não cometo aqueles mesmos erros impulsivos de dez anos atrás nem me chateio com o que me incomoda, como era em 2010, mas sigo certa de que ainda tenho muito, muito o que aprender.

40 anos
imagem bola 40’s via Shutterstock

Por outro lado, se não consegui um monte de coisa que eu dava como certa, dou conta de situações que nunca imaginaria conseguir. E mesmo com tantas tarefas ainda não-concluídas vejo que sou capaz de forças, evoluções, decisões e responsabilidades que nem sonhava assumir. Os 40 surpreendem pra mais e pra menos, afinal!

Chegando aqui no andar dos 40, eu vejo que ele não é tão alto – e maduro – como parecia ser visto lá de baixo.

O que vale, ao menos na minha concepção de aniversário, é saber que não somos os mesmos de um ano atrás. É enxergar que não estamos mais no mesmo lugar. É perceber que doze meses serviram para alguma coisa. Passar de ano, ainda que seja com a média ali raspando, como foi com Física na oitava série. Quando fiz 30 eu escrevi no blog da época sobre maturidade, sabedoria e leveza {trecho abaixo}… como somos pretensiosos aos 30! Eu não sabia que eu não sabia nada sobre isso naquela época. Mas agora eu sei – sei que aos 40 ainda há muito o que se caminhar até esse tal domínio de existência! Que venha a nova década…

ale garattoni 2006

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

  1. rosa rocha Em 04/08/2016

    Feliz niver. Q vc continue tenho uma vida inspirada e inspirando todas nós.
    Bj.




  2. Marcia Em 04/08/2016

    Parabéns pelos 40, Alê. Que sua nova década seja de muito aprendizado e muita colheita. Não posso deixar de agradecer sua generosidade em compartilhar tanta coisa pessoal que tem o condão de fazer cada uma de nós perceber que não estamos sós. Que nossas alegrias, nossas dúvidas e nossos medos, há quem também os tenha e esteja aí, indo em frente. E parabéns pelo seu talento em escolher as melhores palavras para dizê-lo. Você se comunica muito bem, com uma clareza, um encadeamento e uma graça notáveis. Continue usando esse talento, um misto de dom natural e repertório de vida. Um grande beijo e seja muito feliz.




  3. Iza Fernandes Em 04/08/2016

    Parabéns! Que venham os novos dias!Felicidades!




  4. Aysha Em 04/08/2016

    Feliz aniversário, Ale!!!




  5. Samira Em 04/08/2016

    Feliz Aniversário, Ale! Que o seu novo começo de era seja maravilhoso e cheio de conquistas. Parabéns e muitas felicidades.




  6. Bruna Em 04/08/2016

    Nossa, Ale. Essas coisas de idade mexem tanto comigo! Há um ano eu escrevi esse post: http://chezb.com.br/2015/04/de-repente-30/ (o mesmo título que o teu, mas aos 30) e hoje, relendo, já considero que fui muito pretensiosa. Naquele momento, o que eu escrevi era verdade, mas hoje – veja só, aos 31, pouco mais de um ano depois – não me sinto daquele jeito. Ao contrário, parece que o tempo tá correndo e eu tô empacando, cheia de altos e baixos, dúvidas e ansiedades. Olho pela janela e lá vai o tempo. Aí penso que quando eu chegar aos 40 (amanhã, praticamente) eu já vou estar bem resolvida e realizada, as minhas incertezas já não existirão e eu vou saber exatamente o que eu quero e como eu quero. Então, te leio e me conscientizo, mais uma vez, que não. Vou ser mais madura sim, com mais experiências, mais aprendizados acumulados, mais certezas… mas outras dúvidas surgirão, outras perspectivas… minha forma de lidar provavelmente será diferente do que é agora, mas o anseios são pra vida. Enfim, esse texto meio enrolado – sabe quando a pessoa vai divagando e chega a esquecer que tá escrevendo para outra? – pra dizer que teus textos pessoais me trazem grandes reflexões, serenidade e identificação. Vejo que sempre é tempo de começar ou recomeçar, de fazer, de acontecer, de decidir. No final das contas, a idade é apenas um número, longe de descrever quem somos e quem seremos. E admiro muito quem és! Enfim, desejo que teus 40 te tragam cada vez mais ânimo e vitalidade. Beijo beijo




  7. Adriana Em 04/08/2016

    Parabéns, Ale!
    Quando fiz 30 também achei que foi muito diferente do que pensava quando tinha 15. Agora, to com 33.
    Toda a felicidade do mundo pra você!




  8. Deborah Alvares Em 04/08/2016

    Parabéns, Alê!!! Que Deus te dê muita saúde e sabedoria!!!! Continuamos por aqui comemorando, torcendo, sofrendo, pensando, sentindo… Tudo junto de você!
    Bjs




  9. Em 04/08/2016

    É muito surreal eu lembrar do dia que lí este texto, lá no it? #chocada! Não acredito que já fazem 10 anos… A parte incrível, ler seu blog continua sendo um alento no meu dia! <3
    Beijos, Pá.
    @papalombo




  10. Valeria Em 04/08/2016

    Aí, que delícia de texto! Parabéns, Ale! Nossos 40 só se diferem pois a minha bebê tem 21 e já vive há 2 anos em outro país! De resto, cá estamos nós com o mesmo vontade de realizar e contribuir com esse mundão! E só estamos começando! Bjo




  11. Maysa Leão Em 08/08/2016

    Parabéns amigaaaa! Sim, eu que “te leio” há quase uma década, te considero uma amiga, e acompanhar a sua evolução, é uma delícia, além de ser um rico aprendizado! Desejo tudo de melhor para você, e que esse próximo ciclo seja mais incrível ainda!

    bjs bjo bjo e fica com Deus!




  12. mariana palmeira Em 09/08/2016

    Parabéns Ale!! Muita saúde, muitos sonhos a serem realizados e novas abas nas planilhas de metas sempre!!!




  13. Nossa Ale! Quanta verdade! Temos tantas ilusões quando novas e a vida muitas vezes caminha diferente né! Muito legal o texto!! 🙂 bjss




  14. dani Em 11/08/2016

    Ale, em primeiro lugar Parabéns. Assim como você estou também chegando nos 40 ano que vem e com os mesmos pensamentos. Trabalho com algumas pessoas uns 10 anos mais nova por exemplo e me divirto vendo como elas pensam como eu um dia já pensei..que os 40 mudam muito, que somos muito mais velhas e com o controle da vida. E eu sinceramente acho que não mudou nada kkkkk. Claro, amadureci, evolui e realizei muitas coisas, mas eu, a pessoa em si, continuo a mesma garota carioca que adora uma praia e um chopp no fim do dia. Meu grupo de amigas segue a mesma linha. Se deixar parece aquele mesmo grupo que tinha 20 anos e ia pro BG tomar chopp na quinta. Não muda gente…e que vontade de falar isso praquela geração mais nova que acha que 40 é muuuuito adulta, muuuuito madura e muuuuito resolvida. Acho que geração das nossas mães nos marcou um pouco com isso, pois elas sim com 40 pareciam mais velhas e mais mães..(sorry, mas é verdade..não sei se é culpa dos péssimos produtos de beleza e das roupas hahahah, mas pareciam sim). Hoje a gente não sabe bem quem tem 30 ou 40, tem que perguntar a idade pra ter certeza, pois as atitudes, roupas, cabeça e pensamentos, continuam jovens demais…Imagino como será aos 50 hahaha
    Bom, o que quero dizer é que mesmo sabendo que evoluímos de uma forma ou de outra, continuamos as mesmas…iguaizinhas..e isso é muito, muito bom.
    bjs,
    Dani




Deixe seu Comentário