ALE GARATTONI

Mãe da Maria Helena, profissional de branding e apaixonada por moda e beleza! Meu blog é o espaço "hora do recreio" no qual divido dicas, inspirações, apostas no universo das it girls e minha vida primeira pessoa na maternidade.

Lifestyle

Balanço 2015: quinze destaques do ano

31 de dezembro de 2015

Foi um ano estranho, intenso, trágico em muitos aspectos mundiais, eu sei. Mas, falando muito honestamente sobre o meu ponto de vista pessoal, o máximo que posso dizer é que 2015 passou tão rápido que eu mal o vi. Sim, “anteontem” eu abria a programação anual da AG Branding no comecinho de março e, de lá até dezembro, segui num ritmo tão insano de metas, realizações e trabalho que, quando abri os olhos e lembrei de tomar ar, a cidade já estava toda enfeitada para o Natal – e foi por isso que me permiti um dezembro de dolce far niente!

Noves fora, nada de polêmicas, assuntos sérios ou brigas de Facebook, a ideia desse balanço é trazer só recreio e temas levinhos, ok? Quem – e o que – foi assunto em 2015…

1) Adidas Supercolor: o tênis da marca em parceria com Pharell Williams fez muita gente virar a noite dando refresh no site oficial. No dia do lançamento, vários tamanhos das disputadas versões coloridas já estavam esgotados quando amanheceu.

Adidas Supercolor

2) “Nunca te pedi nada”: dessas expressões que surgem sei lá onde e são usadas por tudo e tudos na internet! Serve para reforçar um desejo e brincar com a intensidade do que se pede ao interlocutor!

Nunca Te Pedi Nada

3) Espírito Marie Kondo: eu admito que fiz muita gente ao meu redor ler o best-seller da japonesa, que prega a eliminação de todo e qualquer exagero. Se você entrar de cabeça no método, pode se surpreender – a gente se auto-boicota quando acumula o que não é de fato necessário. Muitos 2016 começam com energias mais leves e baixas significativas mundo afora…

Marie Kondo

4) Os livros das tops: Gisele e Cindy Crawford lançaram livros-retrospectiva de suas carreiras, com fotos icônicas e outras inéditas, que são verdadeiros passeios pela história da moda contemporânea. O da brasileira é gigantesco e inevitavelmente lindo, mas o de Cindy, talvez por mostrar em textos e imagens muito dos anos 80 e 90, que eu vivi de perto, virou meu favorito!

Gisele e Cindy Crawford

5) As despedidas na moda e a reflexão da vez: a saída dos estilistas Alber Elbaz e Raf Simons – da Lanvin e da Dior, respectivamente – levou todo mundo a questionamentos sobre o atual ritmo comercial da moda. Com um número insano de coleções para lançar anualmente, nem todos conseguem manter sanidade e criatividade em dia. A discussão em si leva a um pedido de limites repensados. Em todos os níveis hierárquicos e áreas.

Alber Elbaz

6) Números ou pessoas? O debate do engajamento: Essena, uma digital influencer (nome que tem batizado as pessoas com número elevado de seguidores em redes sociais), chocou o mundo digital quando deletou seu instagram de meio milhão de fãs. E colocou todo mundo pra pensar em números, em engajamento, em alcance. No extremo oposto, Thereza Chammas (que tem menos de 100k no insta, número considerado “baixo” nessa era de parâmetros irreais da rede), a dona do blog carioca Fashionismo, mostrou que é com pessoas reais que se tem o verdadeiro engajamento – as 150 vagas para o evento do grupo de leitores do blog se esgotaram em menos de uma hora e teve 1/3 dos participantes viajando para a capital carioca especialmente para isso.

Melhor Grupo Day Fashionismo

7) Livros de colorir: por volta de abril, um boom monotemático dominou o mundo todo, que saiu em busca de lápis de cor, canetinhas e todos os apetrechos artísticos que deixassem seus desenhos mais caprichados – só a postagem sobre isso na minha página do Facebook teve alcance orgânico recorde de 400 mil pessoas. Ainda há remanescentes e/ou retardatários adeptos, mas foi uma febre intensa e alta que passou logo. Ainda assim, a mania rendeu bons direitos autorais para Johanna Basford, criadora dos pioneiros do movimento Jardim Secreto e Floresta Encantada.
p.s. confissão: sigo achando relaxante, mas só colori o meu no fim de semana em que comprei o primeiro! Acho que sou muito agitada para estas atividades…

Livros de Colorir

8) A revoada para o Snapchat: já desde o ano passado o instagram – última rede social fenômeno – dá sinais de esgotamento e estagnação de números. Enquanto todos tentam descobrir qual será a próxima bola da vez, o Snapchat, que já existia há mais de dois anos e era muito popular entre adolescentes, entrou no radar de formadores de opinião de todas as idades. A mídia, no entanto, faz o gênero “ame ou odeie” e dificilmente terá o alcance visto pelo Instagram e pelo Facebook.

Snapchat

9) Caitlyn Jenner: o ex-padrastro das irmãs Kardashian se tornou o assunto da vez, jogando para escanteio até suas enteadas onipresentes, quando trouxe a tona a discussão transgênero. Em uma entrevista para a TV americana, Bruce Jenner mostrou como e por que passou a ser Caitlyn Jenner. No início, houve quem visse como mais uma jogada de marketing da família, mas, em pouco tempo, mostrou-se como uma ação de se aplaudir de pé. Ao usar sua voz e seu enorme alcance mundial, Caitlyn ajudou a levar o assunto a muitas casas e se tornou um ícone contra o preconceito. Seu discurso em uma premiação (vídeo abaixo) levou muita gente às lágrimas e sua história foi parar na capa da Vanity Fair, nos detaques de “Mulher do Ano” da revista Glamour americana e… em um reality show especial!

10) Reality shows de YouTube: uma nova geração de meninas muito, muito famosas, que reúne milhões e milhões de seguidores, despontou há alguns anos direto do YouTube. As blogueiras mais populares correram atrás e recuperaram o tempo perdido na rede com reality shows super-produzidos, rodados em algumas das cidades mais incríveis do mundo. Além de Thassia Naves, a dupla Camila Coutinho e Victoria Ceridono mostrou profissionalismo com patrocinadores importantes, roteiros caprichados e até uma estreia de temporada em um cinema paulistano.

Cami and Vic

11) Estilo North West: a filha de Kim Kardashian foi a mini-fashionista mais falada do ano. Com seus looks e penteados, é a criança do momento na mira dos paparazzi internacionais. Fofa que só!

North West

12) Verdades Secretas: todo mundo parou pra assistir e suspirar com RajGrey, codinome na internet do personagem de Rodrigo muito gato Lombardi. Quem batizou? Hugo Gloss, que com a ajuda de instagram e snapchat narrava a ótima novela de uma forma divertidíssima.

Rodrigo Lombardi

13) O auge de Grazi Massafera: um case de branding pessoal, a atriz deixou de vez para trás o passado de BBB e se firmou entre os grandes destaques da nova geração de atores. Com muito estudo e muito esforço, mostrou que a mudança de posicionamento vai muito além da imagem física – linda, agora é também revelação na novela e mulher do ano segundo a revista masculina GQ. Seu papel em Verdades Secretas certamente foi um divisor importante em sua carreira.

Grazi Massafera

14) Filme levinho do ano: Um Senhor Estagiário. Elenco ótimo – com a dobradinha de Anne Hathaway e Robert de Niro à frente –, mensagem incrível e inspiração pura para as mulheres tão empoderadas ao longo dos últimos meses. Se faz parte do time de mulheres empreendedoras, não deixe de assistir.
Em tempo: para quem tem conta americana na Apple TV, ele já está disponível para venda por U$ 19. Reassisti ontem e certamente será um daqueles filmes que jamais cansarei de ver!

Um Senhor Estagiário

15) Melhor curadoria divertida da internet: Ajudar o Povo de Humanas a Fazer Miçanga, página no Facebook com mais de um milhão de seguidores, faz rir até o mais sério! Leve e engraçada, traz postagens variadas sobre tudo que está acontecendo – de memes a assuntos sérios – com doses generosas de humor. Sou viciada.

Miçanga

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

  1. Vania Em 31/12/2015

    Acabei de ler o livro da Marie Kondo (ganhei no natal), e estou apaixonada!!! Quero organizar a casa amanhã já! Ainda não superei o caso do Supercolor esgotado, que está na minha lista dos “nãos” de 2015. Vi Um senhor estagiário esses dias, achei fofíssimo, mas não concordei muito com o final! Você podia falar sobre isso naquela tag das mães empreendedoras, que tal?

    Beijos, feliz ano novo e que 2016 seja um ano de muitas realizações!!!




  2. rosa rocha Em 02/01/2016

    Ale. Feliz ano novo!!!!
    Tudo que há de melhor pra vc e sua família.

    Os assuntos do post destaco :
    a)livros para colorir -eu adotei mas logo abandonei.
    b)padrasto Kim ou devo chamar de madrasta?! -incrível pela coragem ousadia. Por levar um sonho a sério pagando o preço que tiver q ser pago. fora que ela ficou linda e feminina.
    c) Grazi-arrebentou. atuação digna de Oscar.
    d) estilo Marie Kondo – menos sempre foi mais.




  3. Adriana Em 04/01/2016

    Esse ano, vou fazer o meu Ano Marie Kondo.




  4. Fabine Fernandes Em 08/01/2016

    Oi, Ale!

    Essa coisa de reality show de bloggers é incrível! É quase inacreditável o ponto a que chegamos! Mas se por um lado eu admiro MUITO a competência dessas pessoas, por outro eu estou meio de luto porque minhas blogueiras preferidas estão, como você disse em algum post, migrando para o Youtube. Não me entendam mal pessoasss, eu assisto vlogs, mas poucos me ganham o coração tanto quanto o texto escrito, talvez até pela praticidade e investimento de tempo. Ah, e pela chatice, sim. hahaha

    Sobre o engajamento: confesso que comecei a comentar mais nas postagens do Facebook depois que li os seus posts hahaha. Nunca imaginei que fizesse tanta diferença assim, e como é bom prestigiar de maneira tão fácil um trabalho que se admira, não é mesmo?

    Adorei a sua menção aos livros das tops! No meu caso os livros mais esperados foram o da Vic do Dia de Beaute (arte lindíssima, impecável) e o da Dita von Teese com a Rose Apodaca, Your Beauty Mark. Vou tentar até fazer resenha desse último porque ele é bem interessante e difere muito dos manuais de beleza feitos por celebridades, mas não vi quase nada dele por aí. Sou fã do estilo da Dita e é muito agradável “passear” pela visão de beleza dela.

    Um beijão e feliz ano novo!




  5. Carine Em 27/01/2016

    Esse tenis adidas superstar colors não se encontra em lugar nenhum para comprar, moro em belo horizonte MG, e já rodei minas inteira atras de um rosa escuro ou roxo e não acho…..desistooooo




Deixe seu Comentário