ALE GARATTONI

Mãe da Maria Helena, profissional de branding e apaixonada por moda e beleza! Meu blog é o espaço "hora do recreio" no qual divido inspirações, apostas no universo das it girls e minha vida primeira pessoa na maternidade.

Amo Branding

Quando redes sociais podem ser negativas para imagem pessoal

23 de setembro de 2016

Aperte o play no vídeo acima e me diga: você se apresentaria assim, como o famoso personagem Super Sincero, em um dia normal no seu trabalho? Pois saiba que muita gente anda fazendo o equivalente ao se expor em redes sociais!

Hoje em dia, todo mundo fala do lado bom de ter perfis em mídias digitais (eu, inclusive). São inúmeras vantagens – a visibilidade, o acesso a pessoas-chave, a possibilidade de comunicação. Mas é preciso citar dois pontos. Com estas ferramentas em mãos, todos somos formadores de opinião, seja em um universo de 50 amigos pessoais ou de infinitos seguidores desconhecidos. E todo mundo quer opinar sobre tudo. As duas coisas são boas, mas, juntas, podem resultar em combinação explosiva.

Redes sociais ainda são novas e todo mundo erra, é natural. Que atire a primeira pedra aquele que não tem um passado reclamão no Twitter ou uma falta de filtro na postagem de fotos no Facebook. Mas, uma década depois da febre do Orkut, já dá para ao menos começar a entender o funcionamento. E ignorar esta necessidade pode trazer danos significativos a sua imagem de marca pessoal.

redes sociais negativas
imagem dislike via Shutterstock

A gente não sabe onde vão parar os prints do que publicamos. A gente não sabe o que vai ser tirado de contexto. A gente não tem entonação como no ao vivo na mesa de bar. Aquela opinião mais inflamada, aquele julgamento que saiu no impulso, aquela palavra pesada que jamais falaríamos no cara a cara, tudo isso pode (e provavelmente irá) ser usado contra os autores do post. Nem sempre por maldade, às vezes é só um reflexo inevitável mesmo – sempre lembro do caso de uma menina que me pediu emprego quando eu trabalhava em revista, mas vivia falando mal de mim na internet para quem quisesse ouvir (poxa, sou humana, dava pra ter boa vontade em abrir esse currículo?).

A gente nunca sabe o dia de amanhã, pra que cuspir pra cima? Veja bem, o problema não é dar opinião. O cuidado é com palavras grosseiras, com comportamento reclamão compulsivo, com pratos cheios pra mal-entendidos e com rótulos negativos que grudam na testa.

A comparação lá no início do post tem essa razão: não adianta dizer que “as pessoas só mostram o lado bom nas redes e você é ‘verdadeiro’ e não vai viver nessa mentira”. Não se trata de viver uma mentira! Trata de se preservar, se auto-editar e deixar de perder oportunidades ou de se queimar a troco de nada. Na dúvida, a pergunta para si antes de se expor em polêmicas é “vale a pena?”. Se a resposta for sim (por exemplo, para defender uma causa na qual acredita demais e/ou para apresentar algo que possa acrescentar para outros), vá em frente. Com educação, com gentileza, com limite. E, principalmente, com respeito ao diferente. Se for só um daqueles nossos dias de mau-humor ou se a consequência não compensar a causa, conte até dez e feche a janela. Você vai se agradecer por isso no médio e no longo prazos.

 


 

Este é o último post da categoria Branding que você lê por aqui! Neste fim de setembro, o amobranding.com.br se muda para dentro do novo site da AG Branding, com postagens todas as quintas-feiras. A separação vai deixar as duas marcas e os dois blogs mais definidos, mais organizados, mais redondinhos – este aqui volta a ser um espaço de recreio, tal e qual na época do It, que tal?! Por falar em mudança e na resistência que ela causa, o post de estreia da nova fase será justamente sobre rebranding, o reposicionamento de imagem de marca! Siga o instagram @agbranding e/ou assine a newsletter lista de avisos AG Branding para ser avisado da estreia. Mal posso esperar por todas as novidades deste fim de 2016!

Redes sociais, rebranding, excelência, branding pessoal, mídias sociais, erros de branding e cases de sucesso estão na pauta do workshop Princípios de Branding para Empreendedores – posicionamento de marca para pequenos empreendedores, profissionais liberais e blogueiros –, que rola na manhã da próxima quinta-feira (29.09) em São Paulo. O módulo especial de Branding Pessoal já tem vagas esgotadas, mas ainda restam três últimos lugares na turma de Empreendedores, que garante um bom panorama geral sobre branding (tem inclusive um mini-tópico sobre Pessoal, para ideia geral deste tema). Para programação, detalhes e inscrições, clique neste link.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Lifestyle

Meninas, temos que falar sobre dinheiro!

23 de setembro de 2016

Eu tenho mais uma nova musa, neste ano que já me trouxe tantas musas poderosas e inspiradoras: Denise Damiani. Bem resumidamente, a autora do novíssimo Ganhar, Gastar, Investir tem uma extensa carreira corporativa e, ao longo de anos e anos, tornou-se uma espécie de especialista na relação das mulheres com as finanças. Foi graças a essa observação e também a mais de 500 entrevistas que criou uma metodologia de consultoria financeira para elas, tema de palestras, cursos, atendimentos individuais e, agora, de seu primeiro livro.

finanças para mulheres
imagem economia feminina via Shutterstock

De fevereiro de 2015, quando li o livro Finanças Femininas e escrevi este post sobre minha trajetória de comportamentos financeiros, até agora muito pouca coisa mudou nos meus hábitos. 2015, aliás, foi o ano em que mais ganhei, mais gastei e mais perdi dinheiro – perder no sentido de assumir (altas) despesas desnecessárias que não tiveram retorno nem mesmo sentido. E pela minha total incapacidade de poupar e investir posso dizer que Denise Damiani tocou fundo na minha alma e me chacoalhou muito forte a respeito de futuro. Por isso, eu farei todo o esforço do mundo para passar uma única mensagem neste post: meninas, leiam Ganhar, Gastar, Investir!

livro Denise Damiani

Muito, mas MUITO mais que finanças, o livro é uma apresentação à origem das mais fortes crenças femininas a respeito do dinheiro. Por que não pedimos aumento (e, em geral, ganhamos menos do que os homens)? Por que não negociamos bem o valor de nossos trabalhos e serviços? Por que não somos tão cuidadosas para poupar e pensar a longo prazo? Por que gastamos de forma irracional (o famoso “vou me dar esse sapato pois trabalho tanto, eu mereço”)? Por que compramos sem planejar, sem pesquisar e sem adiar? Tudo isso tem uma resposta simples, que basicamente gira em torno de um modelo mental culturalmente imposto a cada menina. Sim, que passa de geração para geração. Que, entre outras coisas, associa assuntos financeiros a uma característica masculina e, sim, nos faz acreditar (ainda que inconscientemente) que sempre haverá alguém a cuidar da gente.

A proposta da metodologia de Denise é ensinar a cada leitora a aumentar seus ganhos, repensar seus gastos e investir para o futuro. Mas graças a muitos exemplos de casos reais percebemos que é necessário sacudir nossas crenças e sair do piloto automático. JÁ! De bônus, o livro fala também de como fazer seu trabalho valer mais, de como praticar networking de forma inteligente, de como se inspirar e produzir melhor. E ainda sobre resiliência, negociação e tudo que ter um lastro financeiro te traz de positivo. É uma libertação!

Clique aqui para garantir o seu…

Ganhar Gastar Investir

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

To Grávida

Apaixonante: as mini it girls cariocas do instagram

13 de setembro de 2016

O alerta “você também vai se apaixonar” vem direto do Rio! Sim, porque se, vira e mexe, eu digo que a combinação de crianças fofas e cenários de Nova York é imbatível no instagram, preciso ser justa e reconhecer que a capital carioca também faz muito bonito nesse quesito de emoldurar mini it girls.

Marias da Chris

A duplinha de hoje vai ganhar seu coração – no caso de você ainda não fazer parte dos quase oito mil seguidores. Maria Beatriz e Maria Gabriela, ou simplesmente as Marias da Chris, são irmãs carioquinhas lindas, com idades super próximas (2 e 3 anos) e muito, muito queridas. A mãe, Chris Buffara, tem compartilhado momentos das meninas no Instagram @mariasdachris e no YouTube e eu não vejo possibilidade de não ficar viciada em assistir.

instagram Marias da Chris

Momento campeão de fofura?! O dia em que Bia descobriu que todos vão envelhecer. O que é esse sotaquinho carioca, por favor, to apaixonada!
{Bia, faz um intensivão com minha paulistinha?}

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

Adidas

Tênis Stan Smith

R$ 350

Natura

Hidratante Spray

R$ 53.80

Gala Basic Wear

Camiseta Listra

R$ 109

Sephora

Corretivo Nars

R$ 179

Cultura

Ansiedade 2

R$ 19.90

< >
SIGA @ALEGARATTONI