A filha de Cindy Crawford na revista de moda mais importante do ano

por Alessandra Garattoni em 1 de setembro de 2015
tags: ,

Que tal comemorar o mês de seu aniversário de 14 anos {sim, 14!} co-estrelando um editorial na edição mais importante do ano da revista de moda mais influente do mundo?! É exatamente o que acontece com Kaia Gerber, ainda – talvez por pouco tempo – mais conhecida com o aposto ‘filha de Cindy Crawford’. A menina, que faz aniversário nesta quinta-feira (3.09), está ao lado da família, em uma sessão de fotos da prestigiada September Issue da Vogue americana.

Kaia Gerber Vogue

Kaia está cada vez mais próxima dos passos da mãe, maior modelo dos anos 80/90 e eterno ícone para quem gosta de moda – sua estreia nas páginas de revistas de moda foi no ano passado na Teen Vogue, você viu aqui!

O ensaio reforça o lançamento da biografia ilustrada de Cindy, marcado para o fim deste mês. Nas fotos, Cindy, o marido Randy e os dois filhos aparecem na casa que eles mantêm em Ontário no Canadá – endereço certo da família em todos os verões. Na matéria, eles contam que, ao longo das quatro semanas que passam por lá, todos deixam de lado a TV e os celulares para aproveitar a natureza e a rotina de uma casa no campo.

Kaia Gerber e família

Kaia Gerber e Cindy Crawford

Kaia e Preston Gerber

Os cliques do editorial são de Carter Smith e mostram que Kaia não deverá mesmo fugir da trajetória da mãe. É IMPRESSIONANTE a semelhança física entre as duas {veja abaixo um clique de Cindy na adolescência!}.

Cindy 80s



Você vai gostar também...


Biblioteca de moda: os lançamentos da temporada

por Alessandra Garattoni em 1 de setembro de 2015
tags: ,

Os apaixonados por livros de moda vão precisar segurar o cartão de crédito com força – nestes tempos de dólar-não-muito-amigo – para não caírem em todas as tentações do semestre. Até o fim do ano, uma leva generosa de novos títulos chega às prateleiras das livrarias internacionais. Para facilitar sua própria curadoria, eis um top 5 do melhor entre o melhor…

top 5 livros de moda

1) Coco Chanel – The Illustrated World of a Fashion Icon
o que: assinado pelo renomado ilustrador Megan Hess, apresenta 100 momentos-chave da história da eterna Gabrielle Chanel
por que: é uma aula de história da moda, indispensável para quem trabakha na área ou apenas ama o assunto
quando: 15 de outubro
quanto: US$18,71, aqui

2) Dior: The New Look Revolution
o que: livro da exposição dedicada ao icônico tailleur Bar – modelagem que foi o início do famoso movimento New Look –, que rola até novembro em Granville
por que: as páginas são recheadas de raros desenhos e esboços do modelo de Christian Dior que foi uma verdadeira revolução na história da moda
quando: segunda quinzena de setembro
quanto: US$ 31,21, aqui

3) Valentino Mirabilia Romae
o que: uma homenagem à cidade italiana, com um mix de criações da alta-costura e fotos da inspiradora arquitetura romana
por que: mais do que um livro de moda, é um daqueles objetos de decoração na medida para colecionadores
quando: até o fim de setembro
quanto: US$ 160,20, aqui

4) Audrey Hepburn: Portraits of an Icon
o que: uma coleção de cliques da atriz, com mix de campanhas publicitárias, capas de revista e até fotos de família
por que: os registros incluem imagens registradas por nomes como Richard Avedon, Cecil Beaton e Irving Penn
quando: à venda a partir de hoje
quanto: US$ 26,49, aqui

5) Love, Style, Life – Garance Doré
o que: a versão impressa do estilo da francesa, uma das mais conhecidas da primeira geração de blogueiras de moda
por que: a estreia de Garance como escritora mistura seus trabalhos {como fotógrafa, designer e blogueira} e lembranças e amores na ponte-aérea Paris-NY
quando: no fim de outubro
quanto: US$ 17,44, aqui



Você vai gostar também...


Mamãe, conta aí: Daniela Janer

por Alessandra Garattoni em 1 de setembro de 2015
tags: ,

Desde julho, o Mommy Knowsum dos blogs de maternidade mais legais do Rio – está em modo ‘pausa’. Mas é por um ótimo motivo: a chegada de Alexia, segunda filha da blogueira responsável pela página, Dani Janer. A bebê {leonina!} veio fazer companhia a Nicholas, de quatro anos, e por conta das demandas normais de um recém-nascido Dani está vivendo agora seu momento mãe em tempo integral.

Conheci a Dani primeiro por conta do universo virtual, depois, ao vivo, em um dos workshops AG Branding no Rio e, por fim, nos demos conta que conhecemos várias pessoas em comum. Inspirada por sua entrada no universo cor de rosa das mães de meninas, a convidei para este papo sobre a chegada do segundo filho, coisas que só uma mãe entende e o melhor do Rio para os pequenos. Conta aí, Dani…

Dani Janer

* O que toda mãe sabe, mas não conta (e a gente só descobre depois de dar à luz)?
Que no primeiro mês do bebê você vai ficar muito muito cansada, que a amamentação muitas vezes não acontece de maneira fácil e requer muita força de vontade da mãe (especialmente no meu caso). E que cada fase passa muito muito rápido especialmente os primeiros doze meses, que voam, então devemos deixar de mimimi e curtir muito nossos bebezinhos.

* Se você fosse garota-propaganda de um produto baby, qual seria?
Eu achei muito mão na roda aquelas cadeirinhas que vibram, balançam e tocam música. O bebê ama e a mamãe consegue ganhar um tempinho livre para organizar a vida, enquanto ele se diverte ou descansa por ali!

* O que você faz quando quer se desligar um pouco da vida corrida de mãe?!
Eu adoro me exercitar, então tiro uma horinha por dia para praticar algum exercício físico, isso já é suficiente para eu desligar e recarregar as energias. Sou adepta da academia, ballet fitness, yoga, pilates… O que encaixar no meu horário eu faço. Rezar e meditar também me ajudam a ficar em paz e a ter mais paciência com os adventos do dia-a-dia.

* O que (em você) te surpreendeu depois que virou mãe?
O meu amadurecimento. Sempre fui muito filha e ser mãe me ensinou a cuidar do outro, a pensar menos em mim, a me doar por completo para um outro ser.

* Recentemente, você foi mãe do segundo filho. Como foi a reação do mais velho com a chegada da irmã? Qual a dica que você daria para as mães que estão na mesma situação?
Meu filho mais velho está amando a chegada da irmãzinha, não está me dando trabalho algum quanto a isso.  Acho que o fato dele ser um menino tranquilo e muito carinhoso ajudou! Além disso a diferença de quatro anos é muito boa, pois a criança já entende melhor toda a situação. Minha dica para evitar ciúmes é deixar o mais velho participar de tudo, mesmo antes do bebê nascer, como por exemplo na escolha da decoração do quartinho, ir nas ultrassonografias e, depois do nascimento, ajudar no banho, escolher a roupinha que o bebê vai usar… Eles adoram participar e ajudar!

* No Rio de Janeiro, qual é a programação que mais diverte os pequenos?
Sem dúvida, praia! Seja um passeio no calçadão com parada no Baixo Bebê ou descer para areia. As crianças amam.



Você vai gostar também...




< >
SIGA @ALEGARATTONI