Três pequenos negócios e o branding

por Alessandra Garattoni em 28 de maio de 2015
tags: ,

Passei uns bons anos da minha vida interpretando como um quê de instabilidade eu ser do tipo que sonha abrir uma floricultura, uma marca de bijoux, uma banca de revistas, um salão de manicure, uma agência de viagens e uma editora de livros, tudo-assim-meio-ao-mesmo-tempo. Mas eis que, num dado momento, o destino me levou ao branding para pequenos empreendedores, num projeto de workshops e {futuramente} consultorias. E tudo passou a fazer sentido: com esse meu projeto, eu consigo participar um pouco de todos esses negócios – e mais alguns outros que eu nunca tinha pensado –, assim, ao mesmo tempo.

Provavelmente por isso, a parte que mais amo nos workshops é quando os participantes se apresentam, falam de seus negócios e dividem comigo o brilho nos olhos em torno de flores, bijoux, revistas, manicures, viagens, livros e mais um montão de outras ideias ótimas. E eu, de fato, acabo me envolvendo à distância em vários destes projetos, porque gosto de saber mais, de acompanhar a evolução, de entender o funcionamento. Poder trazer para o blog algumas das marcas que participam do #WorkshopAGBranding é muito, muito especial! E, por essa razão, eu hoje apresento as ideias de Luciana, Maria Clara e Larissa, que estiveram na primeira, primeira e quinta edições, respectivamente – e cujas marcas me chamaram a atenção. Com seus negócios lançados e conceitos de branding já aplicados, elas certamente podem inspirar quem ainda está em dúvida sobre empreender e/ou sobre a importância do posicionamento de marca numa empresa.

branding em pequenos negócios

LU KOW GLIKAS, SP, IDEIA DA LU
O que é: uma marca de produtos de enxoval & decoração para bebês e crianças com um quê mais divertido e pop
Como decidiu empreender: desde adolescente, invento produtos para vender – já pintei camisetas, já fiz papelaria personalizada… No aniversário de dois anos do meu filho, criei um jogo americano para a festinha da escola e me apaixonei por ele. Foi assim que nasceu a Ideia da Lu!
Branding no seu negócio: é um divisor de águas! É o que difere o trabalho do hobby e passa maior credibilidade para o cliente
O #WorkshopAGBranding me ajudou… as ideias de coerência + persistência + foco eram as palavras que eu precisava ouvir para acreditar mais no meu negócio, colocar um gás e correr atrás! Especificar o nicho e transmitir profissionalismo e confiança por meio da agilidade também foram ações importantes.
Onde encontrar Ideia da Lu: site/e-commerce, blog, Instagram e Facebook

MARIA CLARA AZEVEDO, SP, AS ORGANIZADAS
O que é: uma empresa que presta serviços de organização, que incluem desde a arrumação de um armário ou cômodo até cursos de etiqueta, passando por assinatura semanal de arranjos florais
Como decidiu empreender: as amigas sempre me procuravam para ajudá-las a arrumar armários ou planejar uma festinha surpresa, atividades naturais e prazerosas para mim! O boca-a-boca deu origem ao projeto As Organizadas
Branding no seu negócio: mostra o profissionalismo e dá o devido valor ao nosso produto. Para os pequenos empreendedores, o posicionamento correto ajuda na captação de novos clientes
O #WorkshopAGBranding me ajudou… a criar uma identidade visual que trouxesse uma  imagem de leveza – afinal, procuramos solucionar problemas do cotidiano e assim proporcionar uma rotina mais tranquila. Veio do workshop o conhecimento da importância de ter identidade visual e imagem profissional alinhadas
Onde encontrar As Organizadas: Facebook e e-mail

LARISSA NOVELLO, RJ, LALA LIGHT
O que é: marca de guloseimas caseiras feitas sem glúten, lactose nem açúcar {tudo feito por mim!}
Como decidiu empreender: minha mãe descobriu ser intolerante ao glúten e à lactose. Invadi a cozinha e comecei a fazer guloseimas para que ela não sentisse tanto a mudança no estilo de vida. Quando notei que as estavam fazendo sucesso, decidi comercializá-las e lancei a marca
Branding no seu negócio: mostrar que além de vendermos um produto de qualidade, há um ideal real por trás disso – buscar qualidade de vida mais saudável. Assim, nos destacamos das grandes marcas
O #WorkshopAGBranding me ajudou… compreendi que eu deveria ter bem concretizado por que eu faço o que eu faço!
Onde encontrar Lala Light: site e Instagram

Também quer participar do Workshop AG Branding?! A última turma deste semestre acontece em 16 de junho em São Paulo. No momento (27.05), as 60 vagas estão preenchidas, mas há cinco pré-reservas ainda não confirmadas com validade até o fim de semana – em caso de desistência, elas serão repassadas a interessados em lista de espera por meio do e-mail sp6 @ agbranding.com.br!



Você vai gostar também...


Sobre tempo, gente que faz e o hábito de se queixar…

por Alessandra Garattoni em 26 de maio de 2015
tags: ,

Ok, ok, todo mundo que já tocou um início de empresa – ainda em fase de cuidar pessoalmente de todas as funções – enquanto exercia a maternidade de criança pequena saberá que isso é o equivalente a jogar bolinhas de malabarismo enquanto pedala um monociclo. Mas, cada vez mais, eu chego a conclusão de que existem duas maneiras de levar a vida {de mãe*, principalmente}: com naturalidade e leveza ou se arrastando e se queixando. E que, não por acaso, a produtividade está intimamente ligada a isso.
* O “de mãe, principalmente” se refere ao fato de que, com filhos, é mais difícil a gente ter controle total sobre nosso tempo ou qualquer outra situação!

Meu insight veio por conta da correria recente (com o que estou fazendo e, principalmente, com o que pretendo vir a fazer) e da minha {hoje leve} tendência a supervalorizar minha rotina e queixar-me do que não estou dando conta, como ler meus livros, por exemplo. Mas peraí, wake up, six! Faço o que amo, encontrei formatos de comercializar meu trabalho da maneira que queria e me acho profundamente sortuda no pessoal e no profissional. Conheço gente que trabalha muito mais do que eu e tem vida social ativa, lê um livro por semana e ainda acorda cedo pra malhar – outra atividade que estou incomodada de não conseguir encaixar. Conheço mulheres com mais filhos que, sem nenhuma ajuda, dão conta de um monte de coisas. 

crazy mom

Resolvi que não quero mais ser aquela que mal consegue ver as amigas “porque estou enlouquecida, não parei um minuto”. Resolvi que não quero mais ter bloqueios de criatividade pra escrever “porque, afinal de contas, não tenho tempo de ler e adquirir repertório”. Resolvi que não quero encontrar auto-álibis para diminuir a produtividade aqui só porque ali anda me exigindo um pouco mais. “Se quer algo feito, peça para quem não tem tempo”, diz aquele antigo ditado. E é isso, é a mais pura verdade! O tempo parece ser mais curto no relógio de reclamões e/ou profissionais da vitimização.

Assumir a dianteira das decisões de ir pra academia, comer melhor, postar mil vezes por semana ou diminuir a pilha de leituras todos os dias nos tira do papel por vezes passivo da lamentação e da procrastinação e nos coloca como protagonistas da produtividade. E eu decidi que vou fazer tudo que já faço + tudo que quero vir a fazer sem nunca mais dizer que estou sobrecarregada. Porque a verdade verdadeira é que a única coisa que me sobrecarrega é ver peso onde não tem.

p.s. fiquei num posto-não-posto com esse texto porque ele poderia soar como mimimi – e NÃO é, no máximo uma auto-bronca! Resolvi postar porque mais mães podem estar vivendo isso e, sei lá, é sempre válido dividir um pouco de vida real!

p.s. 2 essa semana vou cortar o cabelo, voltar à academia, terminar ao menos um livro e seguir postando em todas as redes sociais e cuidando do #WorkshopAGBranding, {quase} tudo com MH a tiracolo, ahh vou!



Você vai gostar também...


Musa de estilo-maternidade: Christine Andrew

por Alessandra Garattoni em 26 de maio de 2015
tags: , ,

Voilá! Encontrei uma nova musa de estilo-maternidade para dividir meu foco com Anine Bing, que já coleciona citações e posts especiais por aqui. Não lembro exatamente como, comecei a seguir Christine Andrew no instagram e, de lá, fui levada ao Snapchat dela logo que passei a usar o aplicativo e ainda não tinha muita gente pra seguir. Foi só então que comecei a prestar mais atenção em seu estilo como mãe do pequeno Beckam, de um ano. Cinco razões específicas chamaram minha atenção…

Christine Andrew

RAZÃO #1: CABELO IDEAL DA VEZ
Coincidência ou não, eu transformei um cabelão no meio das costas em um no comprimento dos ombros em 2007, 2009 e 2011. Em 2013, pulei a rotina da tesoura radical dos anos ímpares, mas acho que não conseguirei seguir 2015 imune a ela! Essa explicação mostra que Christine começou a despontar em meu radar porque, tal e qual Anine, passou por um corte radical depois de ser mãe e, na minha opinião, ganhou muito mais bossa com o novo visual {mesmo caso de Anine, por sinal}. Ela é hoje minha musa ‘capilar’ do momento! E, vendo este vídeo, tem um quê de Lauren Conrad em versão mãe, não tem?!

Christine Andrew

RAZÃO #2: PEÇAS BÁSICAS
A verdade é que, com filhos pequenos, a gente até usa um salto aqui, um look mais elaborado acolá, mas visuais mais pé-no-chão {literalmente!} dominam a cena. E Christine leva charme pro jeans, pra malha básica e até pro look de ginástica.

Christine Andrew

Christine Andrew

Christine Andrew

Christine Andrew

RAZÃO #3: PASSEIO ENTRE ESTILOS
Verdade seja dita: Christine tem uma moda bem menos consistente do que Anine, por exemplo – que sempre vai no jeans e camiseta com bons acessórios. E, para ser ainda mais honesta, é correto dizer que ela às vezes passeia entre estilos e nem sempre acerta. Sinceramente? Isso {ao menos pra mim!} acaba sendo um oásis no meio de tanta perfeição profissional na internet! Passo direto por alguns de seus looks, mas boa parte deles vai direto pra pastinha do Pinterest {especialmente os mais recentes, a maternidade fez muito bem a ela}!

Christine Andrew

Christine Andrew

RAZÃO #4: UM QUÊ DE LEVEZA PERMANENTE
Essa observação vem, provavelmente, de seu perfil no Snapchat. Não sei muito sobre a vida pessoal da moça – seu site diz que ela é sul-americana, alguém arrisca o país? – e o sorriso no rosto pode parecer um lugar comum para alguém que tem aquele filho fofo, um marido gato e vive viajando pelo mundo, mas… tem algo além! Christine passa em seus vídeos uma leveza que acaba deixando-a ainda mais bonita. Afinal de contas, não tem acessório mais poderoso que felicidade de verdade, né?!

Christine Andrew

RAZÃO #5: O QUE É ESSE BEBÊ?!! <3

Christine Andrew

Christine Andrew

Christine Andrew

Para seguir Christine: blog, instagram e Snapchat = hellofashblog.



Você vai gostar também...




< >
SIGA @ALEGARATTONI